sábado, 16/10/2021
Os terriers brancos já somam milhares de seguidores em sua lista Imagem: @lomodoggies

Cães influenciadores na Singapura viralizam no Instagram

Cleomir Santos (*)

Um dono de dois terriers brancos usando boina escocesa tira fotos dos seus animais fazendo poses em troca de petisco. Em Singapura, esses cães viraram tendência na rede social Instagram e já somam milhares de seguidores em sua lista.

A moda já era realidade em países do Sudeste Asiático, um povo que ama muito seus animais de estimação. Uma coisa que aumentou essa paixão foi o isolamento social por conta da Covid-19 e, também, o crescimento do comércio eletrônico neste segmento.

Usando um chapéu de verão e lenços coloridos, seu dono captura momentos em parques, cesta de bicicleta e na sua residência com uma garrafa de vinho. As fotos de Sasha e Piper (os dois terriers) são compartilhadas frequentemente na conta do Instagram “Lomodoggies”, caso queira conferir, clique aqui.

 

É possível ganhar dinheiro com esses cães influenciadores?

Só para ilustrar, esses dois bichinhos já conseguiram ajudar o seu dono a ganhar milhares de dólares, isso por conta do uso de produtos que vão de aspiradores a sapatos. Sem contar, que esses cães possuem uma agência de assessoria.

Imagem: @brossymeowington

Sim, isso é realidade, e quem sabe já pode ser usado aqui no Brasil?

Além disso, a empresa que cuida da representação de Sasha e Piper, também atende o gato Brossy Meowington, que possui mais de 50.000 seguidores, e um spitz japonês peludo chamado Luna.

Carrie Er, a dona dos bichinhos, iniciou tudo há alguns anos, apenas publicando fotos da Sasha em diferentes vestidos, enquanto brincava ou quando saía para dar uma volta.

“Queríamos criar um blog utilizando os momentos mais preciosos dela, com seu focinho bonito e o que ela costuma fazer”, explica a diretora de comunicação e publicidade.

As publicações trouxeram tantos resultados que algumas marcas começaram a perguntar se Sasha poderia promover seus produtos. Piper, um cão que já participou de concursos, chegou logo depois para completar a dupla dinâmica.

É divertido, tanto para os cães, quanto para mim”, disse Carrie, enquanto vai capturando mais e mais fotos de suas estrelas caninas pelo celular.

As marcas agora irão procurar cada vez mais por cães influenciadores

A tutora de Sasha e Piper é bem exigente ao escolher qual marca pode se tornar uma parceria para seus animais. Por exemplo, ela não quer promover marcas para cães que não atendem aos padrões mínimos exigidos, pois os mesmos são alimentados com patês caseiros.

Os ‘influenciadores’ animais estão cada vez mais sendo procurados pelas empresas, isso com objetivo de aumentar sua visibilidade, taxa de engajamento no Instagram, explica Jane Peh, co-fundadora da The Woof Agency, a agência que representa os terriers.

Imagem: @thewoofagency

“Acho que os animais influenciadores possuem uma vantagem em comparação aos seres humanos, isso porque nós amamos animais”, disse a empresária, que tem cerca de 6.000 perfis de animais. “Eles são tão fofos, ninguém pode odiá-los”, diz ela.

Isso vai virar tendência aqui no Brasil também?

O que você acha? Deixe seu comentário abaixo.

Aproveite e opine sobre esse tema, ou sugira qual o próximo assunto que deveríamos abordar aqui na coluna ‘Marketing Descomplicado’.

Um forte abraço!

 

(*) Consultor de Marketing Digital e idealizador do Me Ajuda Cleo, natural da cidade de Aracaju – Sergipe, amante da música, de um bom café, daquela reunião com boas companhias e apaixonado por belezas naturais e pela vida.

** Esse texto é de responsabilidade exclusiva do autor.  Não reflete, necessariamente, a opinião do Só Sergipe.

Leia Também

Conectando pessoas

Na semana passada entrei em uma aeronave, em um voo de duas horas e desembarquei …