domingo, 17/11/2019
Início » Editorias » Negócios » Agricultura familiar será destaque em Moita Bonita
Rádio FecomercioPowered by Rock Convert
Alguns dos produtos dos agricultores sergipanos Foto: Ascom Sebrae

Agricultura familiar será destaque em Moita Bonita

Compartilhe:
JOB Connect - Coworking e Escritório VirtualPowered by Rock Convert

Os agricultores rurais de Moita Bonita, a 64 quilômetros de Aracaju, terão uma terça-feira, 25, diferente. Neste data, será realizada pelo Sebrae Sergipe o Dia do Produtor Rural, eles terão uma atividade na Central de Distribuição de Produtos da Agricultura Familiar, Sitio Piabas, s/n, a partir das 8h da manhã. O evento contará com inauguração da Central de Distribuição de Produtos da Agricultura Familiar, palestra sobre empreendedorismo e negócios rurais, além da elaboração da agenda de trabalho do Seminário sobre Compras Institucionais da Agricultura Familiar.

A partir das 9 horas, no auditório da Central de Distribuição ocorrerá uma reunião técnica com parceiros e representante dos empreendimentos cooperativos, para discutir os encaminhamentos do Seminário Estadual de Compras Institucionais que aconteceu em Aracaju, na sede da Seidh, no último dia 13 de julho.

“Na pauta da manhã vão ser discutidos a minuta da Lei Estadual de Compras Governamentais, ações de apoio aos empreendimentos cooperativos pelo Sebrae/SE e parceiros, operacionalização do site e do whatsapp para formação da rede de compras institucionais e formação da comissão para articulação de capital de giro para cooperativas junto as instituições financeiras”, explica Emanoel Sobral, superintendente do Sebrae.

Já no período da tarde acontecerá a comemoração do Dia do Produtor Rural, encontro estadual para divulgações das ações e resultados do Projeto Juventude nas Feiras e inauguração da Central de Distribuição dos Produtos da Agricultura Familiar.

Pequenos e médios – A agricultura familiar no Brasil é formada por pequenos e médios produtores que totalizam 4,5 milhões de estabelecimentos, representando a maioria dos agricultores. Ela fornece 30% da produção nacional utilizando apenas 20% das terras. Em Sergipe, os agricultores familiares estão localizados nos territórios rurais do Estado, compostos por 70 municípios que contém 90% de estabelecimentos de agricultores familiares. Os principais produtos comercializados são leite e derivados, grãos, tubérculos, farináceos, frutas, legumes, carnes bovina e ovina, aves, verduras e legumes em geral.

Muitos produtores rurais do Estado fazem parte de cooperativas que integram uma central de comercialização, a Centrafes – Central de Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária do Estado de Sergipe, localizada em Moita Bonita. A Central articula, organiza e realiza a logística completa para as 402 escolas estaduais, auxilia na organização das entregas de muitas das 815 escolas municipais e nos demais beneficiados dos mercados institucionais, e também nos mercados empresarial e varejo. São cerca de 50 produtos diferentes (in natura e beneficiados) que somados atingiram em torno de 3 mil toneladas de alimentos comercializados por ano.

Pesquisa – No período de 29 de março a 12 de abril o Sebrae Nacional realizou uma pesquisa por telefone com 4.467 produtores rurais atendidos em 2016, residentes nas 27  Estados. O objetivo foi identificar o grau de acesso à tecnologia da informação e comunicação (tic) por parte dos agronegócios.

Em Sergipe 94,7% afirmaram utilizar telefone celular.   Outros 9,9% afirmaram que utilizam o equipamento há menos de três anos; 23,2% de três a cinco anos; 32,4% de seis a dez anos;  12,7% de 11 a 15 anos;  15,5% mais de 15 anos e 6,3% não soube responder.

Quando questionados sobre a qualidade da internet, a nota foi 6,5 (sendo 0 péssima e 10 excelente). O foco na utilização é para questões pessoais com 18,5%; negócios com 5,2% e ambos 76,3%. A internet é utilizada por 23% dos entrevistados na propriedade rural, sendo 31,9% na residência. Outros 15% utilizam internet gratuita ou wi-fi aberta; 19,5% lan house ou cyber café e 10,6% em outros locais.

Quanto ao controle do negócio (receitas, despesas, custos e estoque), 34,6% dos entrevistados afirmaram que não realizam a internet para isso; 50% realizam no papel, 14% em planilhas no computador, 0,7% em programa de controle financeiro no computador e 0,7% no celular. Ninguém utiliza contador ou empresa de contabilidade.

O Sebrae possui cursos, consultorias gerenciais e tecnológicas, oficinas e ações de acesso a mercado voltados para o produtor rural. “Temos a disposição do empreendedor rural programas como o SebraeTec, curso e oficinas no campo, além da realização de missões técnicas e apoio na participação de feiras e eventos”, explica a analista Luciana Oliveira.

O Dia do Produtor Rural está sendo realizado pelo Sebrae, apoio Icoderus, Centrafes, Governo Federal, Governo do Estado e Petrobras. Informações na Unidade de Atendimento Coletivo Agronegócios do Sebrae, Telefone (79) 2106-7760, emails luciana.oliveira@se.sebrae.com.br e jose.ramalho@se.sebrae.com.br

 

Compartilhe:

Leia Também

“Reforma da Previdência é um presente de grego”

Powered by Rock Convert A Reforma da Previdência,  promulgada no dia 12 de novembro, é …

WhatsApp chat