domingo, 15/09/2019
Início » Editorias » Negócios » Suicídio de empresário em Sergipe repercute no país
Rádio FecomercioPowered by Rock Convert
O corpo de Sadi será velado, amanhã, no Colina da Saudade, e cremado em Alagoinhas, Bahia

Suicídio de empresário em Sergipe repercute no país

Compartilhe:

O suicídio do  empresário Sadi Gitz, hoje pela manhã, em Aracaju, durante a abertura do Simpósio de Oportunidade da Cadeia do Gás em Sergipe,no Radisson Hotel, teve uma enorme repercussão, tanto no Estado como fora dele. O empresário se matou na frente do governador Belivaldo Chagas, do ministro das Minas e Energia, Beto Albuquerque e diversas outras autoridades civis e militares.  Diversas entidades, como a Federação das Indústrias de Sergipe (FIES), Movimento é de Sergipe e Federação do Comércio (Fecomércio)  perplexos com o fato, divulgaram notas de pesar.

A Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese) informa que o velório de Sadi Gitz  será no cemitério Colina da Saudade, a partir das 8h da manhã da sexta-feira, 05. O corpo será levado para a cidade de Alagoinhas-BA, no sábado, 06, onde será cremado.

A direção do movimento É de Sergipe disse que “o momento é de profunda tristeza e lamento. Mas também de reflexão. Nosso Movimento luta para que situações que culminaram com a tragédia de hoje sejam modificadas, que a iniciativa privada tenha liberdade e tranquilidade. E que a participação do setor público seja em mudanças estruturantes e que façam nosso estado e país crescerem como um todo. Levando progresso para todos nós”.

Já a FIES disse que Sadi “era um colaborador ativo e participativo das pautas que envolviam o segmento industrial cerâmico do Estado, bem como do Sindicato das Indústrias de Cerâmicas e Olarias do Estado de Sergipe (SINDICER/SE), entidade filiada à Federação das Indústrias”.

Redes sociais

A morte de Sadi foi notícia em todos os jornais nacionais, a exemplo de O Estadão de São Paulo, Folha de São Paulo, O Globo, dentre outros.  O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) escreveu no seu Twitter: “Mais uma falha de segurança. Seria bom a segurança do Presidente ficar mais atenta”, escreveu em seu Twitter compartilhando reportagem do Estado  de São Paulo sobre o tema.  A TV Record interrompeu a programação e no plantão de jornalismo extra deu a notícia. Veja.

Hoje, ao conceder uma entrevista à TV Sergipe sobre a morte do empresário, o governador Belivaldo Chagas lamentou, se solidarizou com a família, e fechou a entrevista com a seguinte fala: “vida que segue”.  As repercussões negativas por causa dessa frase pipocaram no Instagram do Governo do Estado que foi acusado pelos internautas de apagar algumas mensagens. Resultado: agora à tarde, o governo tirou a nota pública do ar com os respectivos comentários positivos e negativos.

 

 

JOB Connect - Coworking e Escritório VirtualPowered by Rock Convert
Compartilhe:

Leia Também

Grupo Tiradentes trará para Aracaju evento da Nasa

Pela primeira vez, um evento da Nasa (Agência Especial Americana) será realizado em Sergipe, sob …

WhatsApp chat