segunda-feira, 23/11/2020
Diego Araújo, do Sintrase: ação civil público contra o retorno às aulas presenciais Foto: Jadilson Simões/ Agência Alese

Sintrase entra com ação da Justiça para impedir o retorno às aulas presenciais em Sergipe

O Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Públicos do Estado de Sergipe (Sintrase) dará entrada, hoje, 19, numa ação civil pública solicitando à Justiça que não permita o retorno às aulas na rede estadual no próximo dia 17 de novembro. O presidente do Sintrase, Diego Araújo, defende que a retomada só deve acontecer com os parâmetros mínimos de segurança para a comunidade escolar. As aulas presenciais estão suspensas desde março, devido à pandemia da covid-19.

“Falta estrutura, faltam servidores públicos da área de limpeza para cuidar dos estabelecimentos”, disse Diego Araújo, ao acrescentar que o retorno às atividades escolares, ainda que somente para os alunos do ensino médio, prejudica não só a comunidade escolar, mas toda a população.

Na noite de domingo, 18, o Boletim Epidemiológico da  Secretaria de Estado da Saúde mostrou mais 445 casos de covid-19 e cinco mortes. Ao todo, em Sergipe, 81.564 pessoas testaram positivo para a doença e 2.134 morreram. Dessas cinco mortes, três estavam  sob investigação e foram confirmadas. Até o momento, 74.073 pacientes foram curados.

No dia 15 de outubro – justamente no Dia do Professor – o governador Belivaldo Chagas autorizou o retorno às aulas presenciais na rede pública a partir o dia 17, enquanto que nas escolas particular no dia 3 de novembro. A decisão foi tomada em reunião com o Comitê Técnico-Científico e de Atividades Especiais (CTCAE).

Não concordam

Os professores da rede estadual também não concordam com o retorno às aulas presenciais no dia 17.  A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Sergipe (Sintese), Ivonete Cruz, convocou uma assembleia virtual para quarta-feira, 21, às 9 horas, para discutir o assunto.

O principal assunto da pauta é ter um posicionamento da categoria a respeito da decisão do Governo de Sergipe em retomar as aulas presenciais. Questionado sobre uma possível ação na Justiça para suspender a retomada das aulas presenciais, o Sintese, através da assessoria de Comunicação, informou que não consta pauta, mas que se houver manifestação dos professores nesse sentido o tema será debatido.

Leia Também

UFS está sob intervenção do MEC; reitor é afastado

O Ministério da Educação e Cultura (MEC) afastou hoje, 23, do cargo de reitor da …