sexta-feira, 01/07/2022
A ponte ruiu nesta terça, 17 Fotos: André Moreira

Prefeitura inicia retirada de estrutura metálica que cedeu da ponte sobre o rio Poxim

Compartilhe:
Ponte Juscelino Kubitschek, sobre o rio Poxim

Buscando reduzir, ao máximo, o tempo de interdição do tráfego, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), iniciou, na tarde desta quarta-feira, 18, o processo de retirada da estrutura metálica da ponte Juscelino Kubitschek, sobre o rio Poxim – em frente ao Parque dos Cajueiros -, que ruiu nesta terça, 17.

A operação aconteceu após a realização do balizamento, no dia de ontem, um processo de orientação, feito com apoio da Marinha, para que as pessoas que pescam na região ou realizam transporte náutico não corram risco. Assim, a administração municipal sinalizou o local com quatro boias, garantiu iluminação extra e deixou uma viatura da Guarda Municipal pernoitando.
Nesta quarta, o trabalho de retirada da viga foi iniciado, como explica o secretário da Defesa Social e da Cidadania, tenente-coronel Silvio Prado.
Secretário Silvio Prado explica como a operação foi desenvolvida

“Iniciamos a retirada da estrutura que está pendente, para que se possa desinterditar esse trecho o mais rápido possível, de forma que o tráfego possa ser restabelecido. Por se tratar de um grande peso, a operação é delicada: envolve a amarração da estrutura, o corte em partes menores e, então, a retirada”, detalha o secretário.

O tráfego nesse trecho da ciclovia estava interditado desde o dia 3 de dezembro do ano passado, após a Defesa Civil de Aracaju constatar, com base em avaliação técnica, risco de desabamento da estrutura devido à deformação na mão francesa que sustenta o anexo metálico utilizado para a travessia de ciclistas e pedestres.

Obra na ponte 

A Prefeitura desenvolve um projeto de alargamento da estrutura da ponte, que, agora, está sendo agilizado, e permitirá que ela conte com três faixas de pista de rolamento em cada sentido, de 12 m de largura cada, além de ciclofaixa e duas pistas para pedestres, numa extensão de 160 m, um investimento aproximado de R$17,5 milhões.
“Cabe destacar que a ciclovia é um equipamento independente da ponte, esta que não apresenta nenhum risco em sua estrutura”, frisa Silvio Prado.
Últimas notícias:
Compartilhe:

Leia Também

Primeiro fim de semana de julho terá predominância de chuvas e tempo nublado em todo o Estado

Em consequência da frente fria que se entende pelo Oceano Atlântico, as chuvas que predominaram …

WhatsApp chat