domingo, 28/01/2024
Setransp
Setransp reúne jornalistas num café Fotos: Eluzan Silva

Lançada ontem a 12ª edição do Prêmio Setransp de Jornalismo

Compartilhe:

Juliana Melo

Especial para o Só Sergipe

 

Na tarde desta segunda-feira, 27, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Município de Aracaju, Setransp, junto a AracajuCard, realizou o lançamento oficial da 12ª edição do Prêmio Setransp de Jornalismo. Em 2024 o tema central será “O desafio do transporte coletivo com o desenvolvimento urbano”;  já o tema da reportagem especial é livre. O evento também apresentou um bate-papo sobre diversos aspectos acerca do transporte coletivo ressaltando o avanço tecnológico no processo de bilhetagem eletrônica.

Raíssa e José Carlos Amâncio

O encontro realizado para imprensa foi intitulado de “Café com Setransp Mais Aracaju”, e aconteceu em um espaço reservado de uma cafeteria. Jornalistas que representavam diversos veículos de comunicação puderam elucidar dúvidas acerca dos detalhes da temática e do regulamento do prêmio Ano XII, além de conhecer, de maneira aprofundada, diversas alternativas do Setransp e da AracajuCard, que reforçam a melhoria  e segurança do serviço prestado.

Com previsão de acontecer em meados de abril, o Prêmio Setransp de jornalismo ano XII tem suas inscrições abertas até o dia 31 de janeiro de 2024 e podem ser inscritas matérias realizadas no período de 1º  de janeiro deste ano até o último dia da inscrição. As categorias permanecem as mesmas: texto reportagem, vídeo reportagem, áudio reportagem, melhores fotos, melhores imagens,  reportagem laboratório e reportagem especial.

O diferencial do ano XII consiste na reportagem especial não ter um tema específico e não estar setorizada por categorias, podendo concorrer qualquer tipo de mídia.  As matérias recebem premiações em dinheiro além de troféu e certificado, do primeiro ao terceiro lugar.

“Hoje lançamos nossa 12ª edição do Prêmio Setransp de Jornalismo trazendo uma temática que faz ficarmos atentos a tudo que tem sido desenvolvido na nossa cidade. Em todo tipo de expansão o tema do transporte público precisa está incluído. Esse encontro com a imprensa fortalece o setor do transporte tanto para desenvolvermos melhorias, como também, conseguir desenvolver esse setor”, relata a presidente do Setransp, Raíssa Cruz.

Ela ainda acrescenta que todas as matérias inscritas são de fundamental importância para a entidade “As matérias dos inúmeros jornalistas que participam são de extrema relevância  ao ponto de pautarem nossas reuniões  e discussões. A expectativa deste prêmio está em alta, nós acreditamos que com esse tema vão surgir grandes reportagens para movimentar debates em todas as esferas sobre o que é verdadeiramente necessário para o transporte público”.

Prêmio CNT

Acreditando na competência profissional dos diversos jornalistas do estado, também foi abordado no encontro o desejo do Setransp de trazer para Sergipe o prêmio de Jornalismo da Confederação Nacional dos Transportes. O Sindicato acredita que a imprensa sergipana deve concorrer e trazer para o estado essa vitória em um prêmio de relevância internacional que destaca matérias de cunho investigativo acerca da temática dos transportes.

AracajuCard

Durante o encontro o diretor executivo da AracajuCard, José Carlos Amâncio, apresentou ferramentas que simplificam e modernizam o pagamento da passagem do transporte público, como por exemplo, a utilização do app Recargapay disponível para Android e IOS e a Val, atendente virtual da AracajuCard que atende pelo número 79 3045-2550.

Amâncio esclareceu também a respeito da parceria entre o governo do estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação e da Cultura, Seduc, e a AracajuCard, que ampliou o uso do cartão na rede pública de ensino ajudando escolas a trazerem seus alunos à instituição diariamente.

“Estamos usando sempre novas ferramentas e parcerias para incluir cada vez mais pessoas no nosso transporte. A exemplo disso temos uma parceria com o governo do estado, no qual, hoje, temos mais de 3.900 alunos ativos na utilização do transporte público com passagens pagas pelo governo. Essa passagem é atualizada nos diversos cartões MaisAracaju desses alunos que fazem o uso do nosso sistema”, revela Amâncio.

O diretor executivo prosseguiu ressaltando que “com essa iniciativa diversos pais conseguem também, através do app “Eu na escola” ,visualizar a hora que o aluno entra no ônibus para ir ao colégio e a hora que ele entra no ônibus para retornar do colégio. O “Eu na escola” é um aplicativo que vale para qualquer aluno, sendo ele do ensino médio, fundamental ou superior. Qualquer aluno que faça uso do cartão consegue monitorar a frequência escolar por meio desse app.”

Há mais de três anos a AracajuCard está com um projeto piloto em três escolas, onde catracas eletrônicas com validador e câmeras foram instaladas nas instituições, fazendo com que o aluno necessite passar o cartão MaisAracaju para ter acesso à escola, conseguindo, dessa forma, registrar o momento de entrada e saída do colégio, além do horário que pega os ônibus de ida e volta.

Outro aspecto salientado foi a biometria facial implementada nos transportes públicos da capital. Ela é uma aliada para garantir o direito daqueles que realmente possuem esse atributo, evitando as fraudes. A biometria lê e identifica o usuário titular do cartão evitando que terceiros utilizem do benefício sem ter a atribuição desse direito. Os novos equipamentos passaram por testes durante o mês de maio, e em julho conseguiram identificar – em apenas 30 dias – 200 casos de fraudes no uso do cartão de estudante.

O encontro também abordou a problemática do prejuízo que recai nos usuários pagantes do transporte público, quando outros usuários, também pagantes, pulam a catraca sem atribuir o valor da passagem. Esses usuários que não pagam equivalem a 2,9 milhões de queda da receita por ano.  O Setransp junto a AracajuCard está estudando maneiras para cessar essa prática enquanto buscam recursos para manter o equilíbrio entre uma tarifa módica e um serviço qualitativo.

“É uma estimativa muito alta de perda de receita e que aparenta ser um impacto apenas para o setor de transporte porque deixou de arrecadar esse valor, mas esse impacto vai atingir diretamente o passageiro pagante porque hoje a única fonte de garantia econômica para o setor de transporte é a tarifa de ônibus. Nós estamos agora começando a buscar oportunidades de fontes extra tarifárias, seja com subsídio, ou desoneração de custo para desafogar um pouco a tarifa” conclui Raíssa.

Compartilhe:

Sobre Só Sergipe

Portal Só Sergipe
Site de Notícias Levadas a Sério.

Leia Também

Prefeito diz que investiu em Aracaju, em sete anos, mais de R$ 1 bilhão em obras de infraestrutura

“Conseguimos investir, em sete anos, somente em obras de infraestrutura, mais de R$ 1 bilhão, …

WhatsApp chat