quarta-feira, 25/08/2021
Economista Rodrigo Rocha, do IEL: momento desafiador

IEL Sergipe assina contrato e traz para o estado nova metodologia de Gestão de Inovação 

O Instituto Euvaldo Lodi (IEL Sergipe) assinou em julho o contrato com a empresa Inplast para colocar em prática uma nova metodologia de Gestão de Inovação, desenvolvida em parceria com diversas instituições brasileiras. A metodologia visa obter um alinhamento estratégico da empresa com foco em inovação e otimização dos seus processos produtivos. Além disso, o projeto busca desenvolver competências que permitam inserir a inovação como uma rotina, reforçando a importância do comprometimento com a mudança e criando um ambiente voltado para a cultura da inovação.

O projeto foi apresentado à Inplast após ser aprovado no programa Núcleos de Apoio à Gestão da Inovação para Transformação Digital, o Nagi Digital. O IEL Sergipe foi uma das 15 instituições do país selecionadas pelo programa para aperfeiçoamento de suas metodologias de gestão da Inovação, com foco na transformação digital do setor produtivo. Todas as instituições selecionadas, após etapa de alinhamento conceitual, com oficinas teóricas e práticas, submeteram seus projetos para aprovação. Os projetos aprovados receberam apoio financeiro para a aplicação da metodologia nas empresas.

A participação do IEL/SE na rede Nagi Digital traz para as indústrias do estado de Sergipe uma metodologia que está sendo executada por várias instituições do país, em uma ação coordenada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Após a finalização do projeto, essa metodologia passará por um processo de avaliação, possibilitando o seu aperfeiçoamento para ser replicada em outras indústrias, podendo beneficiar todo o parque fabril do estado.

Momento desafiador

Para o superintendente do IEL/SE e coordenador da área econômica da FIES, Rodrigo Rocha, essa nova metodologia é importante porque possibilita que as indústrias avancem no processo de transformação digital. “As indústrias estão enfrentando um momento muito desafiador, pois o mundo está passando pela 4ª Revolução Industrial, que exige uma grande velocidade das indústrias no processo de transformação digital. O IEL/SE, em parceria com diversas instituições, tem um papel relevante no apoio às indústrias, que precisam fazer ajustes significativos para não perder sua competitividade, diante de tantos desafios que surgem constantemente”, afirma.

Leia Também

Aracaju vacina 12.672 pessoas contra Covid no primeiro dia de repescagem geral

Para alcançar toda a população adulta de Aracaju com a vacina contra a Covid-19, a …