domingo, 28/01/2024

Fraternidade feminina promove hoje a Feira Fraternas Empreendedoras

Compartilhe:

Neste sábado, a partir das 15 horas, no salão de festas do Complexo Clodomir Silva, a primeira edição das Fraternas Empreendedoras, uma feira com diversos produtos de moda, cosméticos, artesanato, acessórios, além de serviços de fotografia, dentre outros. A iniciativa da feira é da Fraternidade Feminina Helena Cabral Monteiro, da Loja Simbólica Clodomir Silva.

Será uma tarde com expositoras de vários segmentos do comércio e serviços, além de um bom espaço para network fraterno e palestras, que reunirá integrantes de diversas fraternidades femininas de Sergipe.

“Não perca a oportunidade de fazer parte deste evento inovador que visa fortalecer, inspirar e conectar mulheres empreendedoras em uma jornada única de realização e crescimento. Sua presença é crucial para o sucesso deste encontro memorável”, afirmam as  organizadoras.

Bolo comemorativo dos 66 anos

Aniversário

Na sexta-feira,  os maçons que integram a Loja Clodomir Silva participaram de um evento para comemorar  os 66 anos da instituição.  A loja foi fundada no dia 29 de novembro de 1957 e atualmente tem como venerável, o maçom Hernan Centurion, que com a diretoria organizou o coquetel.

Neste domingo, 26,  a partir das 7h30, dentro das comemorações de anivesário da Clodomir Silva, será realizado um passeio ciclístico, saindo da sede da loja, na avenida Mamede Paes Mendonça, seguindo pelas ruas Capela, Geru,  avenida Beira Mar, Coroa do Meio, Atalaia, encerrando na Praia 13 de Julho.

 

Quem foi Clodomir Silva?

Clodomir Silva

Clodomir Silva foi jornalista, advogado e político sergipano, nascido em Aracaju no dia 20 de fevereiro de 1892. Duas obras marcaram sua trajetória. A primeira, no ano de 1920, foi “O Álbum de Sergipe”, uma obra comemorativa do 1º centenário da Emancipação Política de Sergipe. O segundo livro foi “Minha Gente”, publicado pela primeira vez no ano de 1926. O livro é uma coletânea de textos sobre os costumes sergipanos, no qual o autor retrata com fidelidade as peculiaridades desse povo.

Aos 19 anos, Clodomir iniciou a carreira de jornalista, escrevendo para diversos jornais, entre eles Correio de Aracaju, Estado de Sergipe e Sergipe Oficial. Cursou a Faculdade de Direito de Recife, integrou a primeira geração do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe, a Loja Maçônica Capitular Cotinguiba e a Academia Sergipana de Letras.

Ele foi ainda professor do colégio Atheneu e da Escola Técnica de Comércio Conselheiro Orlando, além de deputado estadual por duas vezes. O intelectual faleceu de febre tifoide em 10 de agosto de 1932, com apenas 40 anos de idade.

Compartilhe:

Sobre Só Sergipe

Portal Só Sergipe
Site de Notícias Levadas a Sério.

Leia Também

Governo de Sergipe prospecta instalação de indústria de reciclagem em Sergipe

Representantes do Governo do Estado receberam, nesta quarta-feira, 24, empresários da Indústria Fox, empresa especializada …

WhatsApp chat