quinta-feira, 13/05/2021
O mercado de energia solar está aquecido

Empresa sergipana investe no ramo de energia solar

Atenta aos problemas econômicos relacionados à cadeia do petróleo e gás e preocupada em expandir sua área de atuação, a Wellcon decidiu investir no mercado de energia solar. A empresa está apta a assessorar os empreendimentos sergipanos que tiverem interesse em investir nessa fonte de energia renovável. “Quem passa a utilizar energia solar não se arrepende, existem linhas de financiamento para o segmento e o dinheiro que se economiza com a energia elétrica pode ser utilizado para pagar o custo do investimento”, diz Ivaldo Mesquita Ferreira.

Ivaldo Mesquita explica que o primeiro passo foi instalar na própria empresa o sistema de captação de energia solar. “Tivemos oportunidade de participar de uma capacitação no Sebrae sobre energia solar, junto com outros empreendedores ligados a Rede Petro Sergipe. Na época estava começando os problemas relacionados com o mercado petrolífero no Brasil”.

Depois da capacitação o empresário percebeu que para se tornar um fornecedor de energia solar e atender a demanda do mercado era fundamental firmar parcerias com o Sebrae, por meio do Programa SebraeTec, a Universidade Federal de Sergipe, a rede Petro e empresas do ramo que já atuavam nos mercados da Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo. “Foi quando decidimos fazer a instalação dos equipamentos captadores de energia solar na Wellcon. Depois da capacitação teórica, nada melhor do que aprender fazendo na prática para entender como funciona todo o processo e poder fornecer um serviço com qualidade”, destaca.

Instalação –  O primeiro passo é realizar um estudo de viabilidade técnica e econômica, para ter noção dos equipamentos que serão instalados e a quantidade de placas necessárias. “No caso da Wellcon, o melhor financiamento e custo benefício foi pelo Banco do Nordeste. O retorno do capital investido será de sete a oito anos, mas pode ser em menos tempo dependendo dos equipamentos instalados. A durabilidade das placas chega a 25 anos”, explica Ivaldo Ferreira.

Na sequência acontece a elaboração do projeto elétrico das instalações e da interface com a energia solar. “Nesse momento a empresa teve o apoio do Programa SebraeTec”, diz o empresário. O terceiro passo é entrar com o projeto na Energiza e obter a aprovação. Por último, acontece a instalação dos equipamentos, que devem ser aprovados pelo Inmetro, e operacionalização.

“Estamos aptos a prestar consultoria e execução de todo o processo, desde o estudo de  viabilidade até a execução. Como o foco é segurança das pessoas e meio ambiente, a Wellcon preocupa-se com a praticidade da instalação e manutenção das placas, elaborando um projeto diferenciado. Vale destacar que fomos a primeira empresa a instalar o sistema de energia solar em Aracaju”, orienta Ivaldo Mesquita.

Potencial –  O mercado de energia solar está em plena ascensão e a iniciativa pública e privada tem muito espaço para explorar. O Brasil possui um potencial enorme, principalmente a região Nordeste. “A capacidade solar do Nordeste é quase duas vezes superior a da Alemanha, que é o país que detém o maior e melhor polo de energia solar do mundo”, finaliza o empresário.

Para Ana Nunes, gestora pelo Sebrae do projeto Petróleo e Gás, o Brasil ainda tem muito para explorar no mercado de energia solar. “É a energia do futuro, renovável, ecologicamente correta, que pode ajudar as empresas nesse momento delicado que o País passa economicamente. A Wellcon está de parabéns pela iniciativa, esperamos que outras empresas da Rede Petro e de outros segmentos atendidos pelo Sebrae também comecem a utilizar a energia solar em seus estabelecimentos”, destaca.

Segundo o professor e doutor da Universidade Federal, Milthon Serna Silva, de acordo com o atlas solarimétrico do Brasil (2000) Sergipe é um dos estados com maior índice de radiação solar do País, possuindo uma média mensal de radiação solar com valores máximos variando entre 18, 20 e 22 MJ/m2.dia entre os meses de setembro e março e uma média anual de 18 MJ/m2.dia . “O Estado segue a tendência nacional e já possui várias instalações fotovoltaicas On-grid (ligada diretamente a concessionária elétrica) em operação, sendo que a primeira instalação desse tipo em Aracaju foi da empresa Wellcon, com uma capacidade instalada de 2,5kW”, explica.

 

Leia Também

Sete em cada dez empreendedores fizeram vendas online na pandemia

Sete em cada dez micro, pequenas ou médias empresas (73,4%) do país estão fazendo vendas online durante …