quinta-feira, 30/05/2024
Gerenciar o crescimento do negócio de forma sustentável - Coluna Ócio Criativo - Só Sergipe
Aprenda as 6 dicas essenciais para garantir que sua empresa cresça de forma sólida e duradoura, focando no cliente, no orçamento e na inovação.

Dicas para gerenciar o crescimento do seu negócio de forma sustentável

Compartilhe:

Por Carlos Elpidio Prado (*)

Gerenciar o crescimento de uma empresa exige atenção não apenas no planejamento e na execução, mas também nos processos envolvidos

 

Crescer no mundo dos negócios pode ser um jogo arriscado. Acelere demais e sua empresa pode desmoronar; vá devagar demais e será devorado pela concorrência. Gerenciar o crescimento de sua empresa requer precisão e estratégia. Neste artigo, apresentamos seis dicas essenciais para garantir que seu negócio cresça de maneira sustentável. Desde estabelecer metas sólidas até manter um foco incansável no cliente, esses princípios podem ser a chave para o sucesso no mundo empresarial. Vamos aprofundar cada uma delas para ajudar a guiar sua empresa rumo a um crescimento sólido e duradouro.

Vamos conhecer seis indicadores para ter certeza de que seu negócio está crescendo de maneira inteligente e sustentável:

 

1. Estabeleça objetivos

Existem muitas formas de mensurar crescimento. É importante definir metas mensuráveis e alcançáveis direcionando os objetivos e os esforços ao que realmente importa.

Métricas de crescimento podem incluir:

  • Receita corrente mensal
  • Margem bruta
  • Fluxo de Caixa
  • Contas premium e upsells
  • Valor do cliente ao longo do tempo
  • Números totais de contas

Uma vez estabelecidos os objetivos, é necessário definir uma linha do tempo para alcançá-los. Dizer apenas “algum dia” não leva a lugar nenhum. Utilize marcos para monitorar sua evolução. Defina prazos para o cumprimento e ciclos de avaliação.

É importante levar em conta o que será preciso para alcançar essas metas. Considere capital, mão de obra e horas necessárias para conseguir o que deseja. Leve em conta, por exemplo, o tempo necessário para contratações, pedidos de empréstimos ou crie um fundo de crescimento. Conheça seu fluxo de caixa para poder ajudá-lo nesses processos.

 

2. A cultura da empresa deve estar no centro

Companhias não crescem sozinhas e precisam criar uma cultura de crescimento e inovação. As pessoas dentro da empresa serão as responsáveis por isso. Contratar os funcionários certos é parte do crescimento sustentável, principalmente em uma startup, onde não se pode ter pessoas relapsas. Também é preciso ter cuidado com quem vive de acordo com a filosofia de Facebook “seja rápido e ousado”.

Por isso, o fit cultural é tão importante. Contratações ruins podem atrasar o desenvolvimento da empresa. Procure pessoas que compartilhem das suas perspectivas, que estejam dispostas a colaborar com o processo de crescimento e que sejam maduras para superar erros.

Uma forma de dar conta de um rápido crescimento, pode ser a terceirização. Isso não exige processos seletivos longos e ainda garante que o trabalho será feito. Mas, não quer dizer que não precisa ser acompanhado. Precisa de metas e acompanhamento bem de perto, garantindo assim os prazos e perda de investimento.

 

Gerenciar o crescimento do negócio de forma sustentável - Coluna Ócio Criativo - Só Sergipe
Cuide do dinheiro da empresa. Analise o orçamento regularmente e faça ajustes conforme necessário.

 

3. Atenha-se ao orçamento

Gastar e economizar dinheiro são essenciais para o crescimento da empresa. Gastar promove crescimento ao adquirir materiais necessários para o desenvolvimento do produto ou serviço. Economizar não gera crescimento imediato, mas ajuda no longo prazo. Investir em novos serviços, áreas de trabalho e tecnologias podem colocar sua empresa à frente dos competidores.

É sobre ter equilíbrio. A empresa precisa de orçamento para priorizar gastos e guardar um pouco de dinheiro a cada mês, para que não existam despesas acima do planejado. Isso pode fazer com que a empresa cresça em um curto período e se torne mais frágil. Analise o orçamento regularmente e faça ajustes conforme necessário.

Dívidas devem ser uma questão central do seu orçamento. A maioria dos empreendedores não podem arcar com autofinanciamento. Fique atento a elas, pois isso pode fazer com que a empresa perca oportunidades de crescimento.

 

4. Centralize esforços

O crescimento de uma empresa requer foco e priorização. É impossível atender a todas as necessidades de uma empresa de uma só vez, por isso é importante identificar as áreas mais importantes para o crescimento. Mas, precisa delegar responsabilidades e criar uma estrutura organizacional eficiente.

Para priorizar as ações de crescimento, é importante fazer uma análise SWOT. A análise SWOT ajuda a identificar os pontos fortes, fracos, oportunidades e ameaças da empresa. Os objetivos da empresa devem orientar a priorização das ações de crescimento. Por exemplo, se o objetivo é aumentar o lucro, o foco deve estar nas áreas que contribuem para o aumento das vendas.

 

5. Seja adaptável

O crescimento de uma empresa pode trazer desafios inesperados. É importante estar preparado para lidar com questões difíceis, como:

  • Aumento da quantidade de clientes pode gerar estresse no time de contabilidade.
  • Iniciativas de contenção podem levar a clientes não lucrativos.
  • Aumento de acessos no site pede mais servidores.
  • Grandes volumes de pedidos podem pressionar fornecedores menores.

A infraestrutura da empresa pode ser afetada de diversas maneiras. Por isso, é importante ouvir as preocupações dos funcionários, antes que processos e sistemas virem uma catástrofe. Também é importante estar aberto a adotar novas tecnologias que possam aliviar a equipe e criar um plano de contingência para lidar com imprevistos.

 

Gerenciar o crescimento do negócio de forma sustentável - Coluna Ócio Criativo - Só Sergipe
Entenda a importância de coletar feedback dos clientes regularmente. Essa prática trará insights para o seu negócio.

 

6. Cuide dos consumidores

O cliente é o foco de qualquer negócio que deseja crescer de forma sustentável. É importante que a empresa se preocupe em atender às necessidades dos clientes e em construir um relacionamento de confiança com eles.

Para isso, é necessário ouvir o que os clientes têm a dizer regularmente. Os feedbacks dos clientes podem ajudar a empresa a melhorar seus produtos e serviços, a identificar novas oportunidades e a fidelizar os clientes.

No entanto, é importante lembrar que nem todo cliente é bom para o negócio. Alguns clientes podem ser problemáticos ou causar mais custos do que benefícios. Por isso, é importante analisar cada cliente cuidadosamente antes de fechar um negócio.

 

Concluo dizendo…

Em um cenário empresarial cada vez mais competitivo, a capacidade de gerenciar o crescimento de forma inteligente e sustentável é crucial. Estabelecer metas claras, contratar a equipe certa, manter um orçamento equilibrado, priorizar esforços e ser adaptável são passos essenciais no caminho do sucesso. No entanto, o cliente deve sempre estar no centro de suas estratégias de crescimento. Cuidar de seus consumidores e ouvir suas necessidades e feedbacks não só ajuda a manter a fidelidade do cliente, mas também pode abrir portas para oportunidades de crescimento inesperadas. Lembre-se de que, no mundo dos negócios, o crescimento sustentável é a chave para o sucesso a longo prazo.

Ao adotar essas seis dicas e colocá-las em prática de maneira consistente, você estará construindo uma base sólida para o crescimento de sua empresa. Afinal, crescer não deve ser uma corrida desenfreada, mas sim uma jornada estratégica e bem planejada. Ao estabelecer metas, escolher a equipe certa, gerenciar o orçamento com sabedoria, direcionar seus esforços e manter o foco no cliente, você estará no caminho certo para um crescimento sustentável que ajudará a sua empresa a prosperar em um mercado em constante evolução.

E para quem está iniciando o seu processo de abertura de empresas e ainda vai se aventurar no mercado, é importante contar com o apoio de um profissional especializado, como um contador que entenda do seu nicho de mercado. Isso ajudará a evitar erros no pagamento de impostos, que podem resultar em multas e prejuízos financeiros. Também é importante analisar se o seu negócio é permitido ser instalado em escritórios virtuais (domicílio fiscal). Essa é uma opção que pode economizar mais de 70% com infraestrutura e permitir que você opere empresarialmente em poucos dias com baixíssima burocracia.

 

Fotos: Freepik
Compartilhe:

Sobre Carlos Elpidio Prado Jr.

(*) Publicitário, Designer. Empreendedor, CEO da JOB Connect, CPO/CMO da Spazio Valore Coworking e Escritório Virtual, Diretor de Comunicação e Marketing da Ancev - Associação Nacional de Coworkings e Escritório Virtual, integrante da Câmara Empresarial de  Serviços da Fecomércio/SE, Gestor da Câmara de Coworking do Sescap/SE, co-autor do livro "Empreender: Casos que Inspiram" e Mentor do Método WD2 e do DigitalksBR

Leia Também

Empreendedor

Isaac Hora, o Anjo Empooderado: uma jornada empreendedora cheia de resiliência e foco no universo encantado dos perfumes e cosméticos

Seu objetivo é levar amor, afeto e gratidão através de cada gotinha de perfume, empoderando …

Um comentário

  1. Espaço amplo,super confortável, atendimento maravilhoso

WhatsApp chat