quarta-feira, 25/08/2021
A Assembleia Legislativa de Sergipe apoia a cultura e a arte do povo sergipano Foto: Neu Fontes

Começou hoje a Semana da Cultura Nordestina

Hoje, dia 2 de agosto, começa a Semana da Cultura Nordestina. A data foi escolhida em homenagem ao músico brasileiro Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, que faleceu neste mesmo dia, em 1989.

A cultura nordestina foi influenciada por indígenas, africanos e europeus. Com características próprias, os costumes e tradições muitas vezes variam de estado para estado.

Artes, crenças, cultos religiosos, literatura popular e danças; são várias as manifestações culturais que se destacam na região Nordeste. Entre elas estão as festas juninas, o Reisado, a poesia popular, o artesanato, a capoeira, o frevo e o carnaval. A  culinária também se destaca na cultura nordestina por pratos como o baião de dois, buchada, sarapatel, canjica, feijão de corda e arroz de coco.

Projetos Culturais da Alese

A Assembleia Legislativa de Sergipe, além de exercer o seu papel de instrumento da Democracia, apoia a cultura e a arte do povo sergipano através de três projetos idealizados pela Casa: ‘Nossos Mestres’, ‘Essa é minha terra”e o ‘Essa é minha gente’.

Para o deputado e presidente da Alese, Luciano Bispo, os projetos abrem um canal de divulgação das manifestações culturais das cidades, valorizando os talentos locais.

O projeto ‘Nosso Mestre’ tem como proposta a valorização de grupos folclóricos e de seus mestres. Todos os municípios de Sergipe têm, pelo menos, um grupo cultural comandado por um mestre – pessoa que conduz o grupo de dança e é o responsável por transmitir a arte para as próximas gerações.

O projeto ‘Essa é minha Gente’ dá continuidade ao projeto ‘Essa é minha terra’, cujo propósito é valorizar os municípios sergipanos, resgatar a autoestima de cada comunidade e fortalecer a identidade.

 

Leia Também

Governadores divulgam nota em defesa do STF

Catorze, dos 27 governadores, divulgaram um manifesto hoje de apoio aos ministros do Supremo Tribunal …