domingo, 25/10/2020
As inscrições para a corrida virtual já terminaram

Atletas se preparam para etapa Nordeste da Corrida Virtual

Kaio Lôbo (*)

Flávia Luana, diretora da Conceito Soluções Esportivas

Para quem é amante daquela corridinha de semana, a nova maneira de se motivar durante a quarentena é a corrida virtual.  Essa modalidade traz o conforto, comodidade e pode ser escolhida no horário que você quiser. A profissional de Educação Física, Flávia Luana, da empresa Conceito Soluções Esportivas, é responsável pela etapa Nordeste de corrida virtual.

As inscrições para a etapa Nordeste foram encerradas com 300 pessoas, 172 mulheres e 128 homens. E Sergipe tem a maioria das inscrições da etapa, com 249. Os outros estados têm 51 participantes: Alagoas vem em segundo no número de inscritos, com 17; em sequência vem os estados do Ceará e Minas Gerais com seis; Bahia e Distrito Federal com cinco; São Paulo, com quatro; e Espírito Santo,  Goiânia, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte, com dois.

Segundo Flávia, a motivação dela e dos corredores é instigada com esse tipo de corrida, “é uma maneira que os apaixonados por corrida acharam para continuar treinando, continuar se desafiando, e ainda poder ser recompensado com medalhas” revela.

O participante podia escolher sua quilometragem (1km, 3km, 5km ou 10km), seu tipo de kit básico ou completo, e se quer uma medalha. Na etapa Nordeste, são nove estados, logo, nove medalhas. Se o participante escolheu um percurso de 5km, ele terá que validar nove treinos de 5 km em dias diferentes até o dia da medição do tempo, na live da Conceito Soluções Esportivas dia 26 de julho.

Afinal, como é feita a corrida virtual?

Nessas corridas, o tempo e distância devem ser comprovados pelos atletas. O comprovante pode ser emitido, por qualquer aplicativo com GPS, para as etapas do grupo Conceito. “Todos os inscritos receberão um e-mail com um formulário, onde deve registrar seu tempo e distância”, esclarece Flávia. Ela ainda explica que sem o comprovante a medalha não pode ser enviada.

Caso o participante corra na esteira, ele pode tirar foto do painel ou, se também tiver algum telefone com GPS, poderá mandar a foto dos dados desses aplicativos. Os mais usados são o Strava, Nike RUN Club, Endomondo, Runkepper.

As corridas podem ser feitas em diferentes tipos de terreno como quintal, piso, carpete, asfalto. O que não é recomendado, devido à pandemia, são as corridas em grupo, para não se arriscar e não arriscar o próximo, “pode fazer na rua, mas o que recomendamos é que #corraemcasa. Não corra acompanhado, caso a gente detecte, serão desclassificados”, alerta Flávia.

Uma nova corrida

Luciana Ramos:  a corrida me ajuda

A mudança brusca na rotina da professora Luciana Ramos, motivada pela quarentena, não abalou a paixão e a vontade dela de correr. Ela achou uma forma mais segura de continuar praticando a corrida sem perder o espírito esportivo das provas reais. “A corrida virtual para mim tem ajudado a manter minha rotina de treinos em casa, porque acaba sendo uma motivação, uma meta a ser alcançada”, destaca a professora.

Imagina ficar sem correr para quem até participou da maior corrida do Brasil, a São Silvestre. Mesmo sem sair de casa a professora consegue alcançar a incrível marca de 40 km durante a semana. “Já que as grandes provas estão sendo canceladas, cheguei a fazer uma prova virtual de 42 km em dois dias, fiz 20 km em um dia e 22 km no outro, na área externa da minha casa” revela Luciana.

Agora não há desculpas para ficar parado durante essa quarentena. Parece que de fato quem começa essa atividade física não quer parar mais. “Corrida é apaixonante! Tenho dez anos no esporte e a sensação que tenho, depois de um treino, do bem-estar é maravilhoso! Recomendo demais”, completa.

(*) Estagiário sob supervisão do jornalista Antônio  Carlos Garcia

Leia Também

Série D: Frei Paulistano perde para o Central e se complica mais no Campeonato Brasileiro

O Frei Paulistano perdeu por 1×0 do Central e ficou em situação complicada para poder …