sexta-feira, 06/12/2019
Início » Editorias » Cultura » Hanna recebe de João Gilberto, o aval para representá-lo na bossa-nova
Powered by Rock Convert
A cantora alagoana Hanna canta João Gilberto Foto: Antonio Guerreiro

Hanna recebe de João Gilberto, o aval para representá-lo na bossa-nova

Compartilhe:

Por Andréa Cardoso (*)

Nascida para as artes, Hanna embarcou na Bossa Nova de Tom e Vinícius, de Caetano e Gil, de Nara e Lyra e de seu amor maior, João Gilberto. Ah, esse amor é tão gigante que Hanna gravou 23 canções que foram sucessos mundiais na voz inconfundível de João Gilberto. Nesse primoroso trabalho, “O Amor é Bossa Nova – Homenagem a  João Gilberto, Volume 2”, constam, inclusive, “Ho ba la la” e “Bim Bom”, de autoria do mestre João Gilberto e autorizado pelo próprio para Hanna gravar.

Alagoana, sensível, extrovertida, apimentada, carioca por paixão, alegre por escolha, tantos adjetivos para a cantora Hanna que quer ganhar o mundo e prestigiar seu ídolo João Gilberto.

Detentora do título de Embaixadora do Rio de Janeiro, concedido pela Associação de Embaixadores do Turismo por seu trabalho de divulgação da Cidade Maravilhosa, essa cantora de voz rouca e aveludada quer continuar espalhando Bossa Nova por onde quer que cante, pelos caminhos que trilhar.

Este CD duplo, totalmente dedicado a João Gilberto, é continuação de um longo e bem-sucedido trabalho que expressa o seu amor e dedicação à Bossa Nova. É que Hanna lançou há quatro anos o álbum “O Amor é Bossa Nova – Homenagem a João Gilberto, Volume 1” e pelo trabalho muito bem desenvolvido foi indicada ao Grammy Latino e ao Prêmio da Música Brasileira.

Com carisma e disposição para carregar e defender seu ídolo, o peso do “sotaque” da Bossa Nova e todo o gingado do samba brasileiro misturado ao jazz norte-americano, Hanna acaba de gravar o seu mais novo vídeo clip com a música “Bim bom”, de João Gilberto.

A música foi composta por ele em 1955, em Juazeiro, onde nasceu, e gravada em seu primeiro compacto, em 1957, “Chega de Saudade”.

João Gilberto completou 88 anos neste 2019 e nos deixou órfãos de seu talento, mas não por acaso nos presenteou com Hanna, que o acompanhou durante seus últimos dias de vida e o vem representando com toda a força de seu taleto.

Trajetória de sucesso

Hanna iniciou sua vida profissional em Maceió, capital de Alagoas, onde nasceu. Ainda muito jovem brilhou na Rádio Difusora de Alagoas e foi eleita a “Rainha do Rádio”. Já no Rio de Janeiro, fez carreira como modelo e atriz e participou de campanhas publicitárias e filmes.

Na década de 1980, gravou para a trilha sonora do filme “Xavana a ilha do amor”, de Zigmunt Sulistrowski, atuando também como atriz no papel de uma cantora. Mais tarde gravou pela Som Livre a música “Sentimentos” para a personagem de Christiane Torloni na novela Partido Alto, de Aguinaldo Silva e Glória Perez.

O CD independente “Eu te amo”, lançado no programa “Jô Soares onze e meia”, no SBT, veio no final da década de 1990. Em 2001, lançou o CD “Nós em Nós”, pela Ipanema Records, reunindo composições de feras como Caetano Veloso, Rita Lee, Gonzaguinha, Cazuza e outras de própria autoria.

(*) Especial para o Só Sergipe

Compartilhe:

Leia Também

Maçonaria: GOB Sergipe faz 30 anos e promove o I Encontro de Grão-Mestres Estaduais do Nordeste

O Grande Oriente do Brasil-Sergipe (GOB-SE) completa, no dia 1 de dezembro, 30 anos de …

WhatsApp chat