segunda-feira, 23/11/2020
Os três ciclistas sergipanos seguem viagem; ao fundo, o Monte Pascoal

Ciclistas sergipanos já percorreram 1.230 quilômetros; na quarta, 28, participarão da festa do Dia do Flamenguista, no Rio

Ciclistas sergipanos participarão da festa do Dia do Flamenguista
Colunista esportivo Charles Hardman

Nas rodovias do Espírito Santo, os ciclistas sergipanos Adhemar Alves, João Alberto e Raimundo Júnior completam neste sábado, 24, uma semana de aventura e já pedalaram 1.230 quilômetros com destino a São Paulo.  A previsão é de que na próxima quarta-feira, 28 de outubro, eles estarão no Rio de Janeiro para participar das comemorações do Dia do Flamenguista. Essa festa é promovida pela torcida Embaixada Flamengo de Nova Iguaçu, que acontecerá a partir das 17 horas, no Green Palace, em Queimados.

O líder da torcida, o “embaixador” Hélio Leite, conhecido como Batata, disse estar muito feliz e orgulhoso em saber que os ciclistas sergipanos irão prestigiar o evento. Ele acrescentou que a galera está ansiosa para recebê-los calorosamente. “Até porque é impressionante a força de vontade desses caras virem aqui de bicicleta”, explicou.

Depois de curtirem a festa, os três amigos retornam às pedaladas com destino a Sampa. Isso porque eles estão com passagens de avião marcadas para retornarem a Aracaju no dia 2 de novembro. O embarque está previsto para as 8h10, no aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas.

As belezas encontradas superam as adversidades

A viagem

Os ciclistas Adhemar, João e Júnior relatam que a viagem tem sido divertida e que nas paradas para um registro fotográfico ou em vídeo, além de fazerem as refeições, conversam com as pessoas  que ficam admiradas com a aventura.

Para eles, até então, as dificuldades aconteceram mais nas rodovias federais que cortam o Estado da Bahia, pois diversos trechos da BR-101 estão sendo duplicados. Já em outros faltam acostamentos. Também em terras baianas, eles enfrentaram muitas ladeiras e pegaram dois dias seguidos de chuva. Como se isso não bastasse, João Alberto e Júnior viram os pneus de suas bikes furarem. João ainda precisou trocar o taco de um dos pedais.

Apesar dos percalços, as paisagens serviram de motivação para superar as adversidades. A exuberância das serras, das cachoeiras e a neblina na Bahia chamaram a atenção dos ciclistas sergipanos.

Na quinta-feira, 22, eles bateram o recorde pedalando uma média de 293 km e com isso saíram da Bahia. Logo em seguida, por volta das 21 horas, pararam no município de Pedro Canário, no Estado do Espírito Santos. Durante a viagem, essa foi a primeira vez em que eles pedalaram durante a noite.

Leia Também

Série D: Itabaiana vence o Central e garante classificação para fase do mata-mata

O Itabaiana derrotou o Central pelo placar de 2×1, neste domingo, 22, no estádio Etelvino …