sábado, 26/09/2020
Edvaldo Nogueira: "as pessoas precisam continuar em casa" Foto: Ana Lícia Menezes\PMA

Prefeito prorroga decreto de isolamento social até dia 10 de junho

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, disse hoje, 3, que “ainda não chegamos ao ponto de relaxamento das  regras”,  ao prorrogar, até o dia 10 de junho,  o decreto com as medidas de combate ao coronavírus no município. A decisão foi tomada durante reunião do Comitê de Operações Emergenciais (COE), nesta manhã. A manutenção das medidas foi definida levando em consideração o crescimento dos casos, o baixo índice de isolamento social na cidade e a ocupação dos leitos hospitalares. Também ficou estabelecida a ampliação dos leitos de estabilização na rede municipal de saúde da capital: serão mais 10 leitos, com respiradores.

Aracaju já tem 4.4oo casos  da covid-19 e o índice de isolamento social é de  42%, considerado baixo pelas autoridades da saúde. Já a ocupação de leitos de UTIs em  hospitais públicos chega a 56,7%, enquanto que de enfermarias é de 53,5% no Estado. Nos hospitais privados de Aracaju, dos 77 leitos, 69 estão ocupados, uma taxa de ocupação de 89,6%. Esses dados são do Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Sem aulas

Continuam vigentes pelo novo decreto as medidas de isolamento social, a exemplo da proibição do funcionamento de serviços não-essenciais (como o centro comercial e shoppings centers) e de aglomerações (eventos e locais como cinemas, teatros e academias), do uso obrigatório de máscaras e da redução da frota do transporte público. Também está mantido o período de suspensão das aulas nas escolas, faculdades e universidades públicas e particulares até 30 de junho.

“Todas as medidas de isolamento social que tomamos até agora foram corretas, pois nos deram tempo para ampliar de maneira objetiva a estrutura de atendimento do sistema de Saúde. Ao mesmo tempo,  realizamos um trabalho de fiscalização muito eficiente e prestamos assistência social para quem se encontra em situação de vulnerabilidade social. Além de ter desenvolvido uma ação conjunta entre a Prefeitura e o Governo do Estado. Tudo isso foi muito importante para impedir a rápida proliferação do vírus. Agora, diante dos dados científicos e do nosso planejamento, ainda se faz necessário manter as medidas do nosso decreto. As pessoas precisam continuar em casa”, disse.

Leia Também

Artigo analisa direito e propaganda eleitoral

O pleito eleitoral modifica a rotina da população, além da programação em rádio e televisão, …