sexta-feira, 15/11/2019
Início » Colunistas » Antônio Carlos Garcia » PF já apreendeu uma tonelada de cocaína em Sergipe
Rádio FecomercioPowered by Rock Convert
A droga que estava no fundo falso de um caminhão Foto: Polícia Federal

PF já apreendeu uma tonelada de cocaína em Sergipe

Compartilhe:

Do início do ano até hoje, 01 de agosto, a Polícia Federal em Sergipe apreendeu cerca de uma tonelada de maconha, 60 quilos de cocaína, pasta base e crack, 10 veículos e duas armas.   Algumas das operações realizadas pela Polícia Federal (PF) começaram em março do ano passado, foram avançando, o que culminou com a prisão de outras pessoas.

A PF cita, por exemplo, diligências que começaram em março do ano passado, em Lagarto, quando foi apreendida uma carga com 366 quilos de cocaína escondidas no fundo falso da carroceria de um caminhão carreta. Na ocasião, quatro pessoas foram presas.

Com esse grupo, foram apreendidas, também, 150 kg de drogas (cocaína/maconha) que seriam destinadas aos Estados de Sergipe, Bahia, Alagoas, Ceará e outros Estados da Região Nordeste do país.

No dia 2 de julho, em barreira policial, uma mulher que estava transportando cerca de dois quilos de cocaína em um ônibus interestadual, na cidade de Ribeira do Pombal/BA, foi presa. As diligências apontaram que parte do entorpecente seria destinada para Sergipe.

No dia 11 de julho, um homem transportando cerca de 122 quilos de maconha, em um ônibus interestadual, na cidade de Crato/CE, foi detido. A droga tinha como destino os Estados de Sergipe, Alagoas e Ceará.

Ainda em julho, no dia 31, em cumprimento ao mandado de busca e apreensão, expedido pelo Juízo da Comarca da Cidade de Lagarto, cerca de 26 quilos de cocaína, que estavam escondidos no fundo falso da carroceria de uma caminhonete, foram localizados e apreendidos. A droga seria distribuída em vários Estados do Nordeste, inclusive, Sergipe.

Investigações dão conta que o bando é responsável pelo fornecimento, transporte e venda de carregamentos de maconha, cocaína e crack para a região nordeste do país.

 

Compartilhe:

Leia Também

Acusado de furto usa palavras de baixo calão e não assina depoimento

Em 13 anos de carreira, o delegado da cidade de Capela, Wanderson Bastos Andrade, nunca …

WhatsApp chat