terça-feira, 22/10/2019
Início » Editorias » Cidades » Dois são presos por vandalismo
Rádio FecomercioPowered by Rock Convert
Flanelinha derruba placa de sinalização Foto: André Moreira

Dois são presos por vandalismo

Compartilhe:
JOB Connect - Coworking e Escritório VirtualPowered by Rock Convert

Os flanelinhas Antônio Marcos dos Santos e Anderson dos Santos Melo permanecem presos da 2ª Delegacia Metropolitana (DM), acusados de furto qualificado e desacato a autoridades. Eles tomaram parte nos atos de vandalismo e ataque a integrantes da Guarda Municipal de Aracaju (GMA), durante um protesto dos flanelinhas contra a implantação do sistema rotativo de estacionamento, na tarde da quinta-feira. O delegado da 2ª DM, Luciano Cardoso, disse que a pena para estes crimes é de até dois anos de prisão e cabe fiança para que eles possam responder em liberdade. No entanto, a quantia ainda não foi estipulada e nem os familiares os procuraram na delegacia.

O comandante da GMA, coronel Enilson Aragão, afirmou que o patrulhamento foi reforçado na área de mercado por conta do vandalismo praticado pelos flanelinhas. Durante a confusão na quinta dois guardas ficaram feridos e foram afastados do serviço. Com os vândalos foram apreendidas garrafas de vidro, porretes de madeira e as placas arrancadas por eles que foram enviadas para a 2ª DM. “Levamos a comprovação do crime cometido por eles”, disse o comandante.

Hoje, o policiamento foi reforçado na áreas do mercado e logo cedo algumas pessoas eram revistadas. Além do efetivo já existente, mais 10 guardas foram deslocados para área e o Grupamento Tático Operacional (GTO) esta de prontidão. O coronel Enilson disse que a GMA não quer entrar em confronto com ninguém mas, quando atacada, tem que reagir para manter a ordem.

“Não há qualquer interesse da GMA fazer confronto, mas não podemos recuar diante de uma injusta agressão e dano ao patrimônio. Temos que manter a ordem e colaborar com a segurança dos agentes da SMTT”, afirmou.

Entenda – Os flanelinhas começaram o tumulto por volta das 14 horas da quinta-feira, por não concordarem com o Rotativo Aju, um novo sistema de estacionamento pago da Prefeitura Municipal de Aracaju em todo centro da capital e numa área do mercado onde eles trabalham.

Os cerca de 25 flanelinhas dizem que se persistir o sistema eles passarão fome, pois não têm de onde tirar o sustento. Revoltados, eles começaram a arrancar as placas de sinalização e com a chegada do GTO da Guarda, que prendeu alguns deles, o tumulto começou e se estendeu até a parte interna do Mercado Municipal Albano Franco.

Quando a guarda prendeu um dos flanelinhas que corria entre as bancas do setor de hortifrutigranjeiros, os feirantes passaram a ataca-los com frutas e verduras e até um paralelepípedo foi arremessado e atingiu um guarda.

Compartilhe:

Leia Também

Atores sergipanos chamam atenção com performance para tragédia ambiental no Nordeste

Powered by Rock Convert Com os corpos pintados de preto, para simular óleo, um grupo …

WhatsApp chat