quinta-feira, 09/07/2020
Troca justa, em tempos de pandemia Foto: Aracajucard

12 anos de bilhetagem eletrônica

Compartilhe:

Quem não se lembra dos tickets de papel que eram utilizados para pagamento da tarifa nos ônibus de Aracaju e da Região Metropolitana? Há 12 anos, eles foram substituídos pelo cartão Mais Aracaju. O bilhete recarregável substituiu o dinheiro, os passes escolares e os vales-transportes de papel. Uma das vantagens da bilhetagem eletrônica é a praticidade, que torna mais fácil o embarque do passageiro com a passagem rápida pela catraca, não é preciso aguardar o troco e dispensa a movimentação de dinheiro no ônibus, contribuindo assim para a segurança. O cartão Mais Aracaju ainda garante o resgate de créditos em caso de perda ou roubo. E se o passageiro tem o benefício da gratuidade também pode utilizar o cartão eletrônico, passar pela catraca e fazer uso de todo o interior do ônibus com mais cidadania.

Atualmente, na capital e região metropolitana, mais de 70% das passagens são eletrônicas com a comodidade dos cartões Mais Aracaju, os usuários têm mais mobilidade no ônibus e a possibilidade de fazer um melhor planejamento do seu consumo mensal de passagens. Por tudo isso e muito mais, a bilhetagem eletrônica é considerada um marco da modernização no transporte público coletivo. Isso é mobilidade urbana com mais tecnologia.

Esse foi o momento Mobilidade Urbana do Setransp – Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju

Compartilhe:

Leia Também

Secretaria de Saúde de Aracaju diz que “a gestão foi surpreendida” com operação da PF no HCamp

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou uma nota, hoje pela manhã,  informando que a …

Deixe uma resposta