quarta-feira, 23/10/2019
Início » Editorias » Segurança Pública » Serra é apreendida no Copemcan e plano de fuga é frustrado
Rádio FecomercioPowered by Rock Convert
A serra foi apreendida em um dos pavilhões

Serra é apreendida no Copemcan e plano de fuga é frustrado

Compartilhe:

Os agentes e guardas prisionais, juntamente com a direção do Complexo Penitenciário Manoel Carvalho Neto (Copemcan), apreenderam na sexta-feira, 24, um pedaço de serra escondidos entre os pertences dos internos do pavilhão 1, ala B, conseguindo, assim desarticular uma possível fuga. Há um ano e sete meses que não é registrada nenhuma fuga nas nove unidades prisionais do Estado, sob a responsabilidade da Secretaria de Justiça e de Defesa do Consumidor (Sejuc).

Serra, telefones, carregadores e chunchos

Além da serra, foram apreendidos seis aparelhos de telefone celular, carregadores, papelotes com drogas e dois chunchos, armas artesanais produzidas pelos próprios internos. A apreensão de todo esse material e a desarticulação de um possível plano de fuga, só foi possível graças ao trabalho minucioso dos agentes e guardas prisionais. A direção do Copemcan abriu um procedimento administrativo disciplinar (PAD) para apurar as responsabilidades.

Os agentes e guardas prisionais têm o apoio da direção da unidade e do Departamento do Sistema Prisional (Desipe), e estão atentos a tudo que se passa dentro do Copemcan e nos arredores.  O Complexo é dotado de um sistema interno de TV, monitorado 24 horas, que faz a vigilância interna e nos arredores.

O secretário de Justiça, Cristiano Barreto, elogiou os servidores do Copemcan  que, ao tomarem conhecimento de que havia algo estranho, agiram rapidamente  e tomaram as providências necessárias. “Temos uma equipe de trabalho extremamente competente e que  nos enche de orgulho. Fazer segurança pública com essa equipe é uma honra”, ressaltou Cristiano Barreto.

Flagrante – Hoje, 25, pela manhã,  a visitante Sabina  Damacena dos Santos foi flagrada pelo aparelho body scan, quando tentava entrar com material ilícito dentro do Presídio Senador Leite Neto (Preslen), em Nossa Senhora da Glória. Ela é companheira do interno Célio Santos da Silva e perdeu o direito a visita. A direção da unidade abriu um procedimento administrativo disciplinar.

Compartilhe:

Leia Também

PF faz Operação Mosqueteiros em empresas acusadas de fraude

A Polícia Federal (PF) e a Controladoria Geral da União (CGU) deflagraram hoje, 10, a …

WhatsApp chat