quarta-feira, 25/08/2021
O valor do produto no dai 4 de novembro deste ano Fotos: Ascom/Procon estadual

Procon estadual notifica o Ferreira Costa na Black Friday

O Procon estadual instaurou um procedimento para que a loja Ferreira Costa, num prazo de 10 dias, explique sobre venda casada e maquiagem em um desconto durante o Black Friday, nesta sexta-feira, 23. Foi o próprio coordenador do Procon estadual, Andrews Mathews, que percebeu algo errado na loja, pois tinha ido em novembro comprar um produto, fotografou o preço naquela época, e nesta sexta-feira, ao retornar, fez a comparação e percebeu o engodo.

A “promoção” na Black Friday

“O preço real do produto sempre foi 79,90, mas durante o Black Friday eles elevaram o preço e deram desconto, para maquiar uma promoção atrativa”, afirmou Andrews Mathews. É só comparar as fotos e perceber a diferença:  no dia 4 de novembro, a telha PVC ON PLAN VM estava sendo vendida por R$ 79,90. Na Black Friday, o mesmo produto foi apresentado por R$ 109,00 à vista, mas o cliente o levaria por R$ 69,90.

Ele também verificou que na hora da compra no cartão de crédito, o Ferreira Costa fez exigências que não tem legalidade, se observado o Código de Defesa do Consumidor (CDC).

“Outro ponto é a estipulação de parcela mínima para passar o cartão de crédito, prática totalmente vetada pelo CDC, que entende como venda casada, já que força que o consumidor para atingir o limite mínimo, tenha que adquirir outros produtos que muitas vezes não tem interesse em comprar”, explicou.

Leia Também

Veja aqui se você tem direito aos lucros do FGTS; Caixa distribuirá R$ 8,1 bilhões

A Caixa Econômica Federal depositará, até 31 de agosto, R$ 8,129 bilhões nas contas dos …