sexta-feira, 25/09/2020
O presidente da Fecomércio, Laércio Oliveira, no lançamento do Inova+Sergipe

Fecomércio lança o projeto Inova+Sergipe

Mais de 200 pessoas do setor de tecnologia e inovação participaram hoje, 22, do lançamento do projeto Inova+Sergipe, que tem como foco o desenvolvimento da economia através da evolução dos processos de tecnologia e inovação. A meta é, até 2030, promover a geração de emprego e renda para a população, atuando nas diversas áreas do setor produtivo. O projeto foi lançando pelo Sistema Fecomércio, Sesc e Senac, durante solenidade Hotel Sesc Atalaia.

A apresentação dos trabalhos do projeto foi feita pelo coordenador do Inova + Sergipe e coordenador da Câmara Empresarial de Tecnologia e Inovação do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, Roger Barros. Atualmente são 101 projetos em desenvolvimento por meio da ação do Inova + Sergipe.

Roger Barros: “já temos um ano trabalhando”

“Já temos um ano trabalhando, fazendo todo o planejamento estratégico e ações em paralelo. Este não é um movimento de entidades, mas sim um movimento da sociedade, um movimento que transpassa o tempo. A grande preocupação nossa é dar continuidade a esse projeto, pois é muito importante para as gerações futuras do nosso estado”, disse Roger Barros.

Ele destacou a atuação das startups sergipanas que estão participando do programa Centelha, sendo que 23 projetos receberão financiamento no total de R$ 1,2 milhão para acelerarem seu desenvolvimento e serem colocadas em atividade. Roger lembrou que a conquista dos recursos foi uma somação de forças entre o Inova + Sergipe e o Governo do Estado, que deu certo. Além disso, existem outros editais que estão em captação para financiar a aceleração de novas startups.

O presidente do Sistema Fecomércio, deputado Laércio Oliveira, valorizou a potencialidade do projeto em transformar para melhor a realidade da economia sergipana. Ele disse que Sergipe tem uma grande propensão para se tornar um dos grandes polos de novas tecnologias no Brasil, devido à qualidade profissional e inventiva dos empreendedores do setor de inovação.

“O Inova + Sergipe será muito importante para a produção de riqueza, renda e para a geração de emprego, ou seja, para a atração de investimentos. As riquezas, e o conceito de riqueza mudou muito, e às vezes uma boa ideia ou quase sempre uma boa ideia é transformada em um patrimônio incalculável, onde circula milhares de dólares”, comentou.

Construir ambiente

Segundo ele, o Inova + Sergipe concentra cabeças pensantes que estão direcionadas para o desenvolvimento do estado e os resultados estão cada dia mais visíveis, com realizações como a conquista desse edital. A inovação em várias áreas é o meio para promover a transformação social, não somente na tecnologia, mas no agronegócio, comércio, serviços, levando novos projetos e ações para estimular a produtividade e geração de emprego e renda.

“Nós temos cabeças maravilhosas, jovens e adultos que pensam a inovação, que pensam a tecnologia, mas que precisam se comunicar de alguma forma para descobrir onde estão os outros polos, onde eles possam se unir para serem mais fortes. O meu papel é construir esse ambiente, e eu tenho certeza de que, a partir daqui o Inova + Sergipe não vai ser mais o mesmo. Se ele já vinha acontecendo de alguma forma muito positiva, ele vai ser muito maior, porque eu sei que muita gente vai ajudar”, afirmou Laércio Oliveira.

Leia Também

Resgates superam investimentos no Tesouro Direto em R$ 1,14 bilhão

O Tesouro Direto registrou mais resgates do que investimentos em agosto. Foram realizadas 419.578 operações …