domingo, 02/05/2021
Cleomir Santos: "As redes sociais se tornaram fundamentais"

Como o empresário pode saber qual a rede ideal para o seu negócio?

Embora o trabalho das mídias digitais tenha começado há alguns anos, a pandemia da Covid-19, que trouxe restrições no ir e vir das pessoas, obrigou as empresas a reposicionarem suas marcas no mercado migrando para os serviços online, delivery, dentre outros. Para o consultor de marketing digital, Cleomir Santos, CEO do Portal Me Ajude Cleo, “toda marca precisa ter um site institucional e/ou uma loja virtual integrada”, pois as redes sociais, a exemplo do Instagram, podem sofrer alterações e instabilidade que comprometerão o atendimento e a divulgação de um produto.

Cleomir, que assina no Portal Só Sergipe a coluna Marketing Descomplicado , publicada quinzenalmente às quartas-feiras, observa que as marcas estão sempre testando e usando novas ferramentas para alcançar o público ideal, “inclusive algumas fazem um ótimo trabalho quando se trata de atendimento e fidelização”.

Mas ele alerta que neste mundo que envolve as redes sociais, “precisamos estar atentos todos os dias a essas novidades, “pois devido a esse momento difícil, está cada vez mais claro que nos próximos anos a tecnologia e a inovação poderão auxiliar ainda mais todos aqueles que buscam se posicionar no ambiente online visando divulgar, atrair e vender seus produtos ou serviços”.

Afinal, o trabalho nas redes sociais é um caminho sem volta. Os números mostram um crescimento muito grande. A Socialbakers, líder global em soluções para otimização de performance corporativa em redes sociais, detectou as interações em posts orgânicos no Facebook e no Instagram que aumentaram em até 200% comparado o período atual com o anterior a março. E para acompanhar  é preciso estar preparado.

Esta semana, Cleomir Santos conversou com o Só Sergipe. Vale a pena a leitura.

SÓ SERGIPE – Há pouco mais de um ano vivemos uma pandemia com muitas perdas humanas e reflexos negativos na economia. Com isso, muitas marcas tiveram que se adaptar a este novo momento, isso por conta do alcance e do poder das mídias sociais. Como o senhor avalia estas transformações neste período?

Facebook Blueprint: “ferramenta incrível”, diz Cleomir

CLEOMIR SANTOS –  Bem, na minha opinião essa adaptação não pode ser definida como um novo normal para os empreendedores e empresas. As mídias digitais já vinham há alguns anos trabalhando essa adaptação dos negócios através de alguns recursos lançados pelo próprio Facebook. Como, por exemplo, em 2012, que o Instagram foi adquirido pelo mesmo, em seguida teve o lançamento da ferramenta que nos permitia agendar publicações tanto no Instagram como em páginas comerciais do Facebook. E sem contar que há alguns anos a rede social já disponibilizava em sua plataforma o ‘Facebook Blueprint’, uma ferramenta incrível para quem busca aprender sobre publicidade, marketing, vendas e, claro, compreender um pouco mais sobre as funções e recursos que a rede social disponibiliza para empresas. Dessa forma, avalio que nós precisamos estar atentos todos os dias a essas novidades, pois devido a esse momento difícil, está cada vez mais claro que nos próximos anos a tecnologia e a inovação poderão auxiliar ainda mais todos aqueles que buscam se posicionar no ambiente online visando divulgar, atrair e vender seus produtos ou serviços.

SS – Com as restrições impostas pelos governos, devido à pandemia, as mídias sociais estão sendo um instrumento para atrair clientes e manter as empresas. Em que pontos elas estão sendo positivas? Podem melhorar mais ainda?

CS – Vejo que muitas marcas estão tentando testar e usar novas ferramentas para alcançar seu público ideal. Inclusive, algumas fazem um ótimo trabalho quando se trata de atendimento e fidelização. Sem ser muito crítico, antes de citar dicas para melhorias, precisamos avaliar qual o cenário que cada proprietário de um negócio está nesse momento conturbado, pois existem muitas ações que envolvem o mundo digital, mas a principal delas, é que toda marca precisa ter um site institucional e/ou uma loja virtual integrada. Isso porque consideramos o site a nossa casa, onde podemos fazer o que bem entender. Por outro lado, redes sociais como o Instagram podem sofrer alterações e instabilidades que comprometem o atendimento e a divulgação de um produto. O que o empresário ou autônomo precisa se perguntar é: “Se o Facebook e o Instagram parassem de funcionar por uma semana, qual seria o impacto para as minhas vendas? E se, essas duas redes sociais fossem extintas amanhã?

SS – Um mapeamento da Socialbakers, líder global em soluções para otimização de performance corporativa em redes sociais, detectou que as interações em posts orgânicos no Facebook e no Instagram aumentaram em até 200% comparado o período atual com o anterior a março. As novas ferramentas surgiram para fazer frente à concorrência. O que o senhor pode comentar sobre isso?

CS – Como citei anteriormente, hoje quem possui uma marca deve ficar atento a essas novas ferramentas e seus recursos. Só para exemplificar, no dia 5 de abril de 2021, o Pinterest lançou em sua plataforma uma ferramenta de anúncios para empresas, ou seja, mais uma forma para melhorar o reconhecimento de uma marca, gerar relacionamento e oportunidades, e consequentemente transformar visitantes em clientes.

Tik Tok

SS – Nessa guerra saudável de plataformas –  Tik Tok versus Reel; WhatsApp versus Apps Delivery – como o empresário que quer divulgar seus produtos deve agir, de modo a ter sucesso ao fazer tais investimentos?

CS – É importante acima de tudo, que esses empresários tenham clareza sobre quais são os seus objetivos e metas para o ano de 2021 e o que está por vir. Nem sempre o que dá certo para alguns concorrentes, pode gerar interações ou até mesmo vendas para a marca deles. Dessa forma, é preciso entender que o foco desses canais de mídia online é criar conexões verdadeiras e por trás dessas ações buscar aproximar marcas de clientes, para que assim esse relacionamento gere uma venda.  Não adianta fazer aquilo que os outros estão fazendo só porque gerou “curtidas e comentários”. Devemos avaliar se aquelas pessoas que interagiram retornaram ao perfil da marca, começaram a acompanhar seus outros conteúdos, e, por fim, se esse mesmo seguidor, se tornou um cliente. Dito isso, o empresário que busca ter sucesso nessas plataformas, nunca pode deixar de lado a fase de monitoramento em seu trabalho no digital.

SS -Nesse período de crise, o que uma marca deve levar em consideração antes de iniciar uma campanha de marketing digital?

CS –Sem dúvidas, o seu orçamento e, também, pesquisar ou consultar um profissional no momento de escolher o canal mais adequado para investir seu dinheiro. Exemplos: Google Ads, Facebook/Instagram Ads, Anúncios no LinkedIn, marketing de conteúdo, dentre outros.

SS -A pandemia influenciou o comportamento das marcas nas mídias sociais?  Se afirmativo, quais foram as principais mudanças?

CS –O uso desses canais para se relacionar cada vez mais com as pessoas, sendo cliente ou não. Essa humanização mostrou ser um dos caminhos mais eficientes para marcas que desejam melhorar sua reputação e, além disso, divulgar seus produtos. Outro ponto, foi a mudança de posicionamento em relação a publicações. Podemos perceber que alguns perfis não usam mais seu Instagram, por exemplo, como um catálogo, uma revista ou parecendo um classificado. O foco agora é compartilhar informações relevantes, dicas sobre o nicho de atuação, bastidores e muito mais.

SS – As marcas estão investindo bastante em anúncios de mídia social. Com isso, aumentaram os custos por clique (CPC), crescendo 24,8% no quarto trimestre, em relação aos meses de julho, agosto e setembro, o que representa o dobro do investimento em anúncio no primeiro trimestre de 2020.  Esses valores se manterão num patamar aceitável ou podem aumentar mais ainda?

CS – Sim, o aumento dos custos desses anúncios vai de encontro com o crescimento de marcas que estão investindo nas principais plataformas. Existem muitas formas de se anunciar em mídias sociais, através de diferentes objetivos e formatos que nos ajudam a alcançar nosso cliente ideal. Dessa forma, o que essas marcas precisam é criar estratégias para que essas campanhas sejam eficazes e ao mesmo tempo, tenham custos mais baixos. Nesse caso, vale a pena buscar no mercado por uma empresa ou um profissional que execute esse serviço.

SS – A pandemia está sendo a grande responsável pelas vendas online. Por causa disso, os anúncios seguirão firmes nas redes sociais este ano e mesmo no pós-pandemia?

CS –  Com toda certeza. Os anúncios nas redes sociais se tornaram fundamentais para marcas que iniciaram seu trabalho de divulgação nessa pandemia.

SS – Este ano há uma classe emergente nas redes sociais, que são os considerados baby boomers, com idade entre 33 e 64 anos. Como cuidar dessa faixa de consumidores, pois pesquisas mostram que 75% deles compraram algo online em novembro de 2020? Haverá uma estratégia específica para eles?

A Audience Insights do Facebook é uma boa dica do consultor

 

CS  – Isso é bem relativo e irá depender de vários fatores. O principal deles é a definição de personas, que nada mais é que a representação fictícia do seu cliente ideal. Uma boa dica, é utilizar a ferramenta ‘Audience Insights’ do Facebook para identificarmos quais os comportamentos e interesses dessa faixa etária nas duas principais redes sociais (Instagram/Facebook) e aí sim, iniciar uma campanha de anúncios segmentada.

 

SS – Como o empresário pode saber qual a rede ideal para o seu negócio? É aí que entra em cena um profissional como o senhor?

Portal Me Ajude Cleo

CS – A verdade é que, antes mesmo de iniciar um negócio na internet, toda marca precisa traçar um plano de ação baseado em estratégias específicas. Ou seja, somente através de uma boa pesquisa dentro desses canais de mídia social, podemos decidir quais serão as próximas ações que farão a marca desse empresário se conectar com potenciais clientes. E sim, como consultor de marketing digital, me responsabilizo por toda gestão de uma marca no ambiente online, desde a criação de um plano de presença online, onde inclusive defino junto ao cliente, quais serão as próximas ações que farão a marca alcançar os objetivos e metas traçados. Por fim, também quero aproveitar para convidar os leitores a visitarem o Portal Me Ajuda Cleo, onde oferecemos soluções de marketing digital e vendas para qualquer tipo de negócio.

 

Leia Também

Shopping Jardins realiza a primeira live commerce de Sergipe

Conectado com as tendências mundiais do varejo multicanal, o Shopping Jardins realiza live commerce de Dia das Mães na …