quarta-feira, 23/01/2019
Início » Editorias » Cidades » Setransp reclama de desequilíbrio no valor da tarifa
Duplichaves
Setransp aponta uma defasagem de 15% Foto: Setransp

Setransp reclama de desequilíbrio no valor da tarifa

Share Button

Nos últimos cinco anos, os custos para operação no serviço do transporte público na Grande Aracaju tiveram 53,08% de aumento no preço do combustível e 53,84% de acréscimo salarial aos trabalhadores rodoviários. Nesse mesmo período a tarifa de ônibus marcou uma correção de 37,78%, sendo que na época do último reajuste – em dezembro de 2015 — o  percentual de reajuste já não atendia a necessidade de revisão da tarifa, de acordo com os aumentos dos custos do serviço do transporte para equilíbrio do setor. E, hoje, na diferença entre a tarifa e despesas, o setor aponta uma defasagem de 15%.

Os dados são do Setransp (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Município de Aracaju), ao ressaltar que,  em contrapartida, acompanhando a realidade do país com o fechamento dos postos de trabalho – menos trabalhadores fazendo uso dos ônibus – e dificuldades para incluir o transporte público na linha de prioridades para ações de mobilidade urbana, o transporte por ônibus da capital sergipana continuou marcando uma grande queda no número de passageiros pagantes, chegando a cair em mais de 14% entre 2014 e 2016.

Todos os esses dados estatísticos demonstram um desequilíbrio econômico  no setor que serve à mobilidade da população   nas cidades da Grande Aracaju através do transporte coletivo.

Share Button
WWebsites

Leia Também

Servidores do TJ vão paralisar as atividades

Os servidores do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ) vão paralisar as atividades na próxima …