terça-feira, 25/09/2018
Início » Editorias » Negócios » Sergipe tem uma das maiores taxas de desemprego do País
Duplichaves
Luiz Moura, do Dieese: melhorias somente no ano que vem Foto: André Moreira

Sergipe tem uma das maiores taxas de desemprego do País

Share Button

Sergipe encerrou o segundo trimestre deste ano, com 173 mil pessoas desempregadas, 52 mil delas somente em Aracaju e os demais 121 mil em outros municípios sergipanos.  Esse total – sendo 90 mil mulheres e 83 mil homens – coloca Sergipe como uma das maiores taxas de desemprego do país, 16,08%. Esses dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (PNAD contínua), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo o economista do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio Econômicos (Dieese), Luís Moura, o número do segundo trimestre é um pouco menor que no primeiro, quando 178 mil pessoas estavam procurando emprego. Com isso, a taxa que era de 17% caiu para 16,08%, mas ele alerta para um detalhe: nesse grupo estão aquelas que deixaram de procurar emprego – algo em torno de 40 mil pessoas.

“As taxas de desemprego do Nordeste são muito elevadas. Nessa crise, os Estados mais pobres têm a maior taxa”, disse Luís Moura.

“No nosso caso, crise não é só do Estado, porque temos empreendimentos nacionais com problemas, que acaba contaminando a economia sergipana. O desemprego de 52 mil pessoas em Aracaju, não é irrelevante, mas outros municípios estão sofrendo, como Itabaiana, Nossa Senhora do Socorro, Lagarto dentre outros”, explicou.

Share Button
WWebsites

Leia Também

TV Bandeirantes terá programação de Sergipe

Os jornalistas sergipanos estão se mobilizando para ter mais um espaço para o trabalho: a …