quarta-feira, 22/05/2019
Início » Editorias » Cidades » Secretário afasta oficial da PM que prendeu cavalo
Duplichaves
O cavalo ficou preso por 18 horas na cadeia da cidade de Aparecida

Secretário afasta oficial da PM que prendeu cavalo

Publicado em 14 de novembro de 2017, 19:33

Na cidade de Nossa Senhora Aparecida, no alto sertão sergipano, a 93 quilômetros de Aracaju, aconteceu algo inusitado: um cavalo foi preso pela Polícia Militar e ficou detido numa cela por 18 horas por ter dado um coice em um veículo. Esse fato  aconteceu no domingo, durante uma cavalgada que ocorria pela cidade. Hoje, o secretário de segurança pública de Sergipe, João Eloy de Menezes, determinou o afastamento do capitão Vagno Passos, do comando da 3ª Companhia do 3º Batalhão da PM, justamente, por ter autorizado a detenção do animal.

O capitão que “prendeu” o cavalo e o colocou no xadrez disse que ao dar um coice na porta de um veículo,  o animal “foi utilizado como meio para cometer o crime de dano. E foi conduzido à delegacia para que fosse realizar o procedimento”. O oficial não explicou exatamente que procedimento era esse, pois não havia delegado na hora da condução do cavalo. Ele afirmou, ainda, que o cavalo não foi  maltratado.

Já o comandante do 3º Batalhão, major Sidney Barbosa, não só concordou com seu subordinado, o capitão Vagno, como disse que o “cavalo é um objeto. Apenas um instrumento como qual o dano foi produzido”.

O proprietário do animal, Williams Francisco dos Santos, contou  que no dia da cavalgada algumas pessoas pediram para passear com animal e ele concordou. Mas o cavalo se assustou e deu um coice em um carro, e acabou preso. Williams disse que se ofereceu para levar o animal, mas o policial foi irredutível e informou que o equino só seria liberado na segunda-feira, com de fato aconteceu.

 “Quando eu cheguei na delegacia o cavalo estava em uma cela, como se fosse um marginal. Ele estava sem comida, sem água e em um espaço onde não podia ser mexer. A noite eu levei comida, mas hoje de manhã não me deixaram alimentá-lo”, contou.

“Não existe nenhum procedimento contra mim, mas prenderam o meu cavalo. Estou registrando um Boletim de Ocorrência e vou entrar na Justiça. Precisei pedir ajuda para uma ONG de proteção aos animais para tentar soltá-lo. O que só aconteceu na tarde da segunda-feira. Ele foi liberado, mas está mancando de tanto ficar sem se mexer”, afirmou.

Veja o vídeo feito pelo dono do cavalo:  https://www.youtube.com/watch?v=oIuYYT-zWlw

O caso teve repercussão internacional : http://www.dailymail.co.uk/news/article-5080423/Police-throw-horse-jail-kicking-car-Brazil.html

A representante da ONG Educação Legislação Animal (Elan), Nazaré Morais, registrou um Boletim de Ocorrência por causa dos maltratos sofridos pelo cavalo por ter ficado num local inapropriado.

Quanto aos danos causados no carro, Williams disse que vai até Ribeirópolis conversar com a dona do veículo e pagar o prejuízo.

 

JOB Connect - Coworking e Escritório VirtualPowered by Rock Convert

Leia Também

É hoje a entrega do Prêmio Setransp de jornalismo

O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo de Aracaju (Setransp) faz, hoje, às 20 horas, …