sexta-feira, 26/04/2019
Início » Editorias » Cidades » Rita Lee é condenada a pagar R$ 5 mil a PM sergipano
Duplichaves
Rita Lee durante show na Barra dos Coqueiros Foto: Reprodução TV Sergipe

Rita Lee é condenada a pagar R$ 5 mil a PM sergipano

Publicado em 3 de agosto de 2017, 18:39

A cantora Rita Lee terá que pagar uma indenização de R$ 5 mil ao policial militar sergipano, Ângelo dos Santos Carvalho, a título de indenização por danos morais, por tê-lo xingado de “cachorro e cafajestes” durante um show que fez na Barra dos Coqueiros, em janeiro de 2012. A decisão foi da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que, hoje, 3, por unanimidade, concordou com a relatora do processo, Nancy Andrighi.

O processo previa a recusa ao recurso que havia sido impetrado por Rita Lee em 2015. O episódio envolvendo Rita  e os policiais militares ocorreu durante um show da cantora que se reclamou que os policiais estavam sendo violentos com o público. Na época, os policiais que estavam fazendo a segurança entraram com uma ação na Justiça e ganharam. Ao terminar o show, a cantora foi presa em flagrante e levada para uma delegacia de polícia em Aracaju.

Em 2013, o juiz Aldo Albuquerque de Mello, do Tribunal de Justiça de Sergipe, considerou “totalmente procedente” o pedido para condenar a cantora ao pagamento de R$ 20 mil ao policial Ângelo dos Santos Carvalho, a título indenização por danos morais. AA decisão consta no site do tribunal sob o número 201210701291.  Depois, o valor caiu de R$ 20 para R$ 5 mil.

Em agosto de 2013, ela teve que pagar cerca de R$ 20 mil a três policiais sergipanos, neste mesmo processo. Cada um deles recebeu R$ 6.519.

Com informações do  Portal Estadão

JOB Connect - Coworking e Escritório VirtualPowered by Rock Convert

Leia Também

Campanha de vacinação contra gripe vai até dia 31 de maio

O Ministério da Saúde disponibilizou para Sergipe 607.500 doses de vacina contra gripe (influenza) e …