sábado, 24/02/2018
Início » Colunistas » Antônio Carlos Garcia » Mas, como é Carnaval…
Ilustração: Rildo Bezerra

Mas, como é Carnaval…

Share Button

A cada segundo surge uma mensagem nova nas redes sociais. Muitas são desprezíveis, mas outras são inteligentes. Nesse carnaval, por exemplo, tem circulado uma que diz o seguinte: “informamos aos senhores que, sexta-feira, dia 09, às 17h30, se encerra a crise no Brasil. Retornaremos com ela na quarta-feira, 14,  ao meio dia. Obrigado pela compreensão e apoio de todos”.

Todo Carnaval no Brasil foi sempre assim, porque o brasileiro é movido a pão e circo. E, ao que parece, não há nenhuma luz no fim do túnel que acene para uma mudança de comportamento.

O povo é extorquido pelos bancos que  praticam  juros astronômicos, morre sem atendimento nas filas dos hospitais públicos, não tem escola, o preço dos combustíveis sobe mais rápido que a velocidade da luz, mas ninguém parece se importar.

Apenas alguns gatos pingados vão às ruas protestar, enquanto a maioria prefere olhar para o próprio umbigo e resolver seu problema, sem pensar no coletivo.

Mas como é Carnaval, milhões de pessoas do Oiapoque ao Chuí saem às ruas mostrando uma falsa felicidade, querendo esconder o óbvio, querendo enganar-se da própria miséria em que está atolado.

Nada contra o Carnaval, muito pelo contrário. Mas o ideal é que  essa mesma mobilização atrás do trio elétrico ou vendo a escola de samba, seja a mesma nos dias normais, contra todas essas mazelas que o cidadão é obrigado a viver. E vive, infelizmente, de forma pacífica.

Não importa de que lado você está: se idolatra um ex-presidente condenado e prestes a ser preso, ou se venera o golpista da vez que segue arrasando o país. Mas como é Carnaval, deixa para lá, não é?

Amanhã, quarta-feira, ao meio-dia, tudo volta como dantes!!

Share Button
WWebsites

Leia Também

O rato, a ratoeira e o Rio

Numa fazenda, um rato vivia tranquilamente até que um dia o fazendeiro trouxe uma ratoeira …

Deixe uma resposta