terça-feira, 26/03/2019
Início » Editorias » Cidades » Façam as apostas
Duplichaves
Ilustração: Rildo Bezerra

Façam as apostas

Publicado em 26 de dezembro de 2017, 13:14

Na cidade serrana de Itabaiana, tudo é motivo para uma aposta. Quando não se tem o que apostar, eis que surge alguém e lança o desafio para ver que cospe mais longe. E aí rola um dinheiro solto, fazendo a alegria de uns e a tristeza de outros. Mas, os folclóricos apostadores de Itabaiana já podem começar a fazer as apostas para tirar a sorte grande – ou não – no dia 24 de janeiro de 2018. É que esse será o dia do julgamento em segunda instância, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado por corrupção a nove anos e seis meses de cadeia.

Pois. O julgamento no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF 4), em Porto Alegre, vai definir o futuro de Lula: se ele vai para cadeia e fica inelegível, ou se fica livre e uma parcela do Brasil corre o risco de vê-lo presidente mais uma vez. Afinal, Lula é amado por uns – os lulopetistas de carteirinha – e odiado por outros que o querem atrás das grades, de preferência, por um longo tempo. O risco para ele e a sorte para uns, pode acontecer.

Enquanto a prisão ou não de Lula demora para se definir, ele, no seu périplo pelo Brasil, tal qual Gulliver, está na pole-position na corrida ao Planalto. Segundo a mais recente pesquisa do Datafolha, o petista varia de 34% a 37% das citações, a depender do cenário. O segundo colocado, o deputado federal destrambelhado Jair Bolsonaro (PSC), em geral, fica com 18%.

Ainda é muito cedo para definições quanto a candidatura de Lula e dos seus oposicionistas, porque diversas novidades nesse mundo pantanoso da política brasileira surgirão. Não faltarão discussões entre os caciques dos principais partidos políticos (ou não seriam, organizações criminosas?) que desmandam no país até que todo quadro seja definido. Não há dúvida e que o nome de consenso será daquele que der mais para manter as organizações funcionando.

E por falar em organização criminosa, Lula foi condenado em primeira instância a nove anos e seis meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. É aquele caso do tríplex do Guarujá, lembra? E isso é só um dos processos que ele enfrenta.

E aí itabaianenses, façam suas apostas e boa sorte!!

JOB Connect - Coworking e Escritório VirtualPowered by Rock Convert

Leia Também

É grave o estado de saúde de criança atingida por raio

Uma criança de sete anos está internada em estado grave, no Hospital de Urgência de …