segunda-feira, 18/02/2019
Início » Editorias » Segurança Pública » Assassino de Rosemberg é condenado a 18 anos de prisão
Duplichaves
Denysson da Cruz confessou o crime Foto: SSP\SE

Assassino de Rosemberg é condenado a 18 anos de prisão

Publicado em 22 de janeiro de 2019, 16:16

A Justiça condenou a 18 anos de reclusão, em regime fechado, Denysson da Cruz, réu confesso do homicídio que teve como vítima o empresário Rosemberg José Guilherme Marques, crime ocorrido no dia 18 de julho de 2017, em uma clínica no centro de Aracaju. O julgamento aconteceu no Fórum Gumersindo Bessa, na segunda-feira, 21.

Rosemberg foi morto em 2017

Os jurados acolheram a tese da promotoria e condenaram Denysson por 16 anos pelo homicídio duplamente qualificado e dois anos por porte ilegal de arma. Vítima e criminoso já se conheciam, teriam feito negócios juntos, mas quando Denysson estava separado da mulher, Rosemberg teria se envolvido. Quando o casal retomou o convívio e Denysson soube do suposto romance, decidiu matar o Rosemberg.

A vítima teve problemas com a polícia e a Justiça. Ele foi um dos acusados na trama que culminou com o assassinato do então deputado estadual Joaldo Barbosa, crime ocorrido no dia 27 de janeiro de 2003, dentro da própria residência.

Por esse crime, Rosemberg foi condenado, em 2005, a 19 anos e meio de prisão pela morte do deputado. Quando foi morto por Denysson, Rosemberg usava uma tornozeleira eletrônica.

 

Share Button
WWebsites

Leia Também

PF faz operação em Sergipe, Bahia e Pernambuco

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta terça-feira, 12, nas cidades de Aracaju, Salvador, …