domingo, 26/05/2019
Início » Editorias » Cidades » Aracaju tem Academia de Letras
Duplichaves
Instalação da Academia de Letras de Aracaju Foto: Jadilson Simões

Aracaju tem Academia de Letras

Publicado em 26 de setembro de 2015, 14:07

A cena cultural da capital sergipana esteve em festa na última quinta-feira, 24, com a instalação da Academia de Letras de Aracaju (ALA) que tem como patrono o grande escritor Santo Souza. A Academia de Letras de Aracaju, fundada no dia 18 de abril de 2015, nasce tendo como referência o modelo da Academia Francesa de Letras, em cujos moldes se inspiraram a Academia Brasileira de Letras, as Academias Estaduais, como a tradicional Academia Sergipana de Letras, e as Municipais, como esta que foi instalada.

Mesmo com o traço marcante da tradição, o presidente da ALA, Gustavo Aragão, ressalta que a nova Academia insurge com a alma nova, predisposta naturalmente ao movimento, ao fomento da literatura, das artes e das ciências, ao evocar valores de ordem sociocultural, que impregnam o imaginário do povo que identifica e representa. “Almeja-se com a instalação desta Casa de Belas Letras promover a preservação da memória cultural do povo de Aracaju e de Sergipe, interagindo com a sociedade através de ações significativas que revelem os valores, as potencialidades e a pluralidade cultural”, disse.

Segundo o acadêmico Estácio Bahia Guimarães, da Academia Sergipana de Letras e presente à mesa, a ALA surge para engrandecer o movimento cultural de Sergipe, se tornando um novo espaço para desenvolvimento de projetos sobre literatura, artes e história. “Vejo a importância deste momento de novas instituições surgindo, são novos espaços para o crescimento de nossa cultura”, afirmou o acadêmico.

Para Carlos Henrique Chenaud, representante do Ministério da Cultura (MinC) presente à mesa na solenidade, uma instituição como a Academia de Letras de Aracaju surge justamente para auxiliar o grande projeto nacional de ampliação do acesso e incentivo à leitura, além de resgatar e preservar a memória cultural de Aracaju.

Compuseram a mesa, o acadêmico Estácio Bahia Guimarães, representando a Presidência da Academia Sergipana de Letras; o acadêmico Luiz Fernando Ribeiro Soutelo, chefe do Cerimonial do Município e representando o prefeito de Aracaju; o desembargador Edson Ulisses de Melo, representando o Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe; Stela Maris Dorneles, diretora da Secult, representando o secretário de Estado da Cultura; Carlos Henrique Chenaud, representando o Ministério da Cultura; Gustavo Aragão, presidente da ALA; e Francisco Diemerson, vice-presidente da ALA.

Conheça os novos imortais

Gustavo Aragão Cardoso – Presidente (Mário Cabral); Ilmara Cristina Souza Silva – Secretária-Geral (José Augusto Garcez); Robervan Barbosa De Santana – Tesoureiro-Geral (Felte Bezerra); Francisco Diemerson de Sousa Pereira – Vice-Presidente (Maria Thetis Nunes); Samuel Barros de Medeiros Albuquerque (Aurélia Dias Rollemberg); Antônio da Cruz (Jordão de Oliveira); Cleiber Vieira Silva (Luiz Antonio Barreto); Márcia Garcia Guimarães Solera (Leozídio Guimarães); Lindolfo Alves do Amaral Filho (Mariano Antonio); Ricardo Nascimento Abreu (Raimundo Sousa Dias); Mário Luiz Britto Aragão (Jenner Augusto); Márcia Valéria Lira Santana (Freire Ribeiro); Ilma Mendes Fontes (Mário Jorge Vieira); Jeane Caldas Hora (Silvio Romero); Jane Guimarães Vasconcelos Santos (Núbia Marques); Carlos Roberto Britto Aragão (João Fernandes de Britto); Germana Gonçalves de Araújo (Cândido Aragones de Farias); Lara Angélica Vieira Aguiar (Marcelo Déda Chagas); Clea Maria Brandão de Santana (Jose Bezerra Santos); Antônio Félix de Souza Neto (João Costa).

JOB Connect - Coworking e Escritório VirtualPowered by Rock Convert

Leia Também

Passageiros recebem 28 ônibus novos

Os usuários do transporte coletivo de Aracaju já têm à disposição 28 novos ônibus, um …

Comentários