sábado, 21/04/2018
Início » Editorias » Negócios » Apagão deixa 70 milhões de pessoas sem energia em 13 Estados
As causas do apagão ainda estão sendo investigadas Foto: Agência Brasil

Apagão deixa 70 milhões de pessoas sem energia em 13 Estados

Share Button

Um verdadeiro caos. É dessa foram que pode ser resumida a queda de energia desta quarta-feira que atingiu Estados das regiões Norte, Nordeste e parte do Sudeste provocada um por problema técnico da Usina de Belo Monte, no Pará. Com esse problema, cerca de 70 milhões de pessoas em 13 Estados foram afetadas, segundo estimativas do Operador Nacional do Sistema (ONS). Em Sergipe, na  área  da Energisa, cerca de 762 consumidores ficaram sem energia.

Além de Sergipe, faltou energia em Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Tocantins. Houve registros de falta de luz em São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Distrito Federal.

De acordo com a ONS, houve o desligamento de um dos disjuntores da subestação de Xingu, que integra a linha de transmissão da Usina de Belo Monte. Por volta das 19h50, 60% da energia já tinham sido restabelecidas no Norte e Nordeste. Em Aracaju, a falta de luz começou por volta das 16 horas e só retornou às 19h30.

Durante esse período, o trânsito da capital, que não é dos mais organizados, se transformou num caos. A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) reforçou o número de agentes nos semáforos e vias principais. Até mesmo aqueles que faziam trabalhos burocráticos foram para a rua. A Guarda Municipal de Aracaju, também, reforçou a vigilância nos terminais de integração.

Muitos eventos que aconteceriam hoje à noite foram cancelados, a exemplo da reunião do RenovaBr que seria na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). Uma nova data ainda será anunciada. Até mesmo a reunião da CPI do Lixo, que ocorria na Câmara Municipal fio suspensa.

Nota – Em nota, o ONS informou que, às 15h48, “uma perturbação no Sistema Interligado Nacional (SIN) causou o desligamento de cerca de 18.000MW, majoritariamente localizados nas regiões Norte e Nordeste, correspondendo a 22,5% da carga total do SIN naquele momento”.

De acordo com a nota, com a perda de carga, entrou em funcionamento o primeiro estágio do Esquema Regional de Alívio de Carga do Sistema Sul, Sudeste e Centro-Oeste, com corte automático de consumidores, no montante de 4.200MW.

“Os sistemas Sul, Sudeste e Centro-Oeste ficaram desconectados do Norte e Nordeste”, acrescenta o comunicado. Segundo o ONS, às 16h15, já havia sido realizada a recomposição de praticamente toda a carga no Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Com informações da EBC

Share Button
WWebsites

Leia Também

Seca na Argentina pode prejudicar indústria brasileira

A balança comercial sergipana apresentou um déficit de US$ 6,37 milhões no mês de março. …